Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quinta, 23 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Ensino
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Fundação Rosa Goudiaby Vaz/ Primeira-Dama entrega autocarro a Escola de surdos e mudos

2017-05-31

(ANG) – A Primeira-Dama, Maria Rosa Vaz entregou esta terça-feira, um autocarro com capacidade de trinta lugares para transporte dos alunos da escola dos surdos e mudos da Guiné-Bissau.



O gesto da Fundação Rosa Goudiaby Vaz, dirigida pela primeira-Dama, respondeu assim ao pedido da direcção da referida escola graças a ajuda da União Económica Monetária da África de Oeste (UEMOA) que disponibilizou meios financeiros para a sua aquisicao.

Na cerimónia da entrega do veículo, Maria Rosa Vaz considerou o gesto de pequeno, em comparação com o conjunto de carências que a escola enfrenta, nomeadamente falta de equipamentos para salas de aulas e de internato, do refeitório e da rede de electricidade pública.

A Primeira-Dama pediu na ocasião uma boa gestão e manutenção da viatura para o bem dos alunos e da direcção da escola.

“Pensanos fazer mais gestos de género, embora com escassos meios, mas vamos continuar a trabalhar e a pedir apoios externos a favor desta escola”, prometeu Rosa Vaz.

O representante residente da UEMOA no país, Georges Sehoue disse que o apoio da sua organização à Fundação Rosa Gudiaby Vaz demonstra a boa relação de cooperação existente entre a Guiné-Bissau e o espaço económico da sub-região.

“A UEMOA nunca faltou com a sua responsabilidade para com a Guiné-Bissau, por isso para a aquisição deste autocarro, o presidente da comissão UEMOA não hesitou em responder financeiramente favorável”, explicou.

Por sua vez, o padrinho da escola de surdos e mudos, Braima Sanhá falou da necessidade de formação para os professores daquela escola no domínio da linguagem gestual.

Braima sanhá pediu para que o governo apoia a criação de mais escolas de género no interior do país para o beneficiar crianças com deficiências auditivas, visuais e cognitivas.

ANG/FGS/ÂC/JAM


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw