Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 16 de Julho de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Crise política/ EUA recomendam cumprimento de acordo de Conacri como saída

2017-06-10

(ANG) – A encarregada de Negócios da Embaixada dos EUA na Guiné-Bissau disse quinta-feira que o seu governo aguarda a nomeação de um novo Primeiro-ministro e formação de um governo de consenso, em cumprimento do Acordo de Conacri para acabar com a crise política.



A recomendação de Martina Boustani foi feita num dos hotéis da capital durante a celebração antecipada do 241º aniversário da independência dos Estados Unidos da América, que se assinala a 5 de Julho.

Boustani enalteceu que nos últimos três anos após as eleições legislativas e presidenciais, apesar da instabilidade política, o país teve avanços significativos, desde o afastamento dos militares que continuam fora da arena política, a imprensa continua livre e dinâmica e que não há registo de violências arbitrárias.

Aquela diplomata afirmou que esses progressos foram possíveis graças ao esforço conjunto, a sabedoria dos guineenses para edificar e fortalecer as instituições em prol da sociedade estável e democrática.

Martina Boustani disse que permanência da ECOMIB(missão de manutenção da paz da CEDEAO), por mais tres meses, demostra que os países da sub-região estão engajados em estabilizar a Guiné-Bissau.

Aquela diplomata lembrou que a CEDEAO foi confiada a missão de apoiar na Guiné-Bissau, na garantia da estabilidade política e governativa desde o golpe de Estado de 2012,com a presença do ECOMIB.

“ O PAIGC já iniciou o processo de reintegração dos 15 deputados dissidentes, como uma das cláusulas do Acordo de Conacri e aguardam a nomeação de um novo primeiro-ministro de consenso seguido da formação de um governo inclusivo pelo Chefe de Estado” referiu.

Garantiu que todos os atores envolvidos podem contar com o apoio dos Estados Unidos de América através das nações unidas e da CEDEAO.

ANG/JD/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw