Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 16 de Julho de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


PAIGC/ Grupo dos 15 acusa direcção do partido de desrespeitar princípios estatutários

2017-06-23

(ANG) - O grupo dos 15 deputados dissidentes do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) afirma que a primeira Convenção Nacional desta formação em curso desde quinta-feira não obedece os princípios estatutários.



A afirmação consta num comunicado à imprensa à que Agência de Notícias da Guiné ANG teve hoje acesso, no qual o grupo alega ainda que a direcçãodo partido não dispõe de um regulamento que permita a realização do evento, preferindo utilizar métodos de separação e de exclusão de todos os militantes e dirigentes do partido suspeitos de terem simpatia com o grupo dos 15.

“No caminho de atitude desta natureza, figuram procedimentos ante estatutários que levaram a realização do congresso da União Democrática das Mulheres UDEMU e que são perspectivados outros eventos concernentes a juventude do partido JAAC, e quadros (CONQUATSA) e o Congresso”, refere o Grupo.

No Comunicado, o grupo alerta a todos os militantes, responsáveis e dirigentes do PAIGC, os veteranos de luta de libertação nacional sobre as consequências que poderão advir da subida incontrolada da insatisfação de uma grande franja dos militantes do partido e o impacto negativo para unidade e a coesão no seio desta formação política.

Por isso, apelou a ponderação sobre o que está a passar no partido e a identificação de quem está a agir de má-fé.

O grupo dos 15 chama igualmente a atenção à comunidade nacional e internacional sobre o que diz ser “flagrante e persistente violação do espírito do Acordo de Conacri” e pelos actos que estão sendo perpetrados pela actual liderança do PAIGC.

Acrescenta que esta acção põe em causa as recentes disposições do comunicado da cimeira dos chefes de estado e de governo da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

ANG/LPG/ÂC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw