Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 21 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Sociedade
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Sociedade/ Inconformados pedem ao Presidente da República eleições gerais em 2018

2017-07-04

(ANG) - O Movimento de Cidadãos Inconformados com a crise política na Guiné-Bissau voltou segunda-feira a pedir ao Presidente da República , José Mário Vaz, que renuncie ao cargo e convoque eleições gerais já em 2018.



Para o Movimento, esta seria «a única saída para crise política» que, dizem ter sido “criada e é alimentada” pelo Presidente guineense.

Sumaila Djaló, um porta-voz do Movimento, constituído essencialmente por jovens, informou aos jornalistas que entregaram segunda-feira no Palácio da Presidência uma carta aberta dirigida ao chefe do Estado na qual exortam José Mário Vaz a deixar o poder.

«A nosso ver é a única saída que resta ao cidadão José Mário Vaz, como político, para se salvar de uma crise que ele mesmo criou», sustentou Djaló.

Djaló explicou também que a carta é a resposta ao repto do Presidente guineense, que disse estar aberto a receber contribuições dos cidadãos para a saída da crise política que assola o país há cerca de dois anos devido à persistência de divergências entre os partidos do parlamento.

Além da renúncia ao cargo do chefe do Estado, os Inconformados também exortam José Mário Vaz a demitir o governo do primeiro-ministro, Umaro Sissoco Embaló, que acusam de ser inconstitucional, e a nomeação de um novo executivo que teria como missão principal a preparação das próximas eleições gerais em 2018.

ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw