Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 17 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ PRS decide não integrar novo Governo de Carlos Correia

2015-09-29

(ANG) - A Comissão Política Nacional do Partido da Renovação Social(PRS), reunido na segunda-feira em Bissau, chumbou a possibilidade de participação do partido no Governo de Carlos Correia.



Segundo a RDP-África, dos 81 membros da Comissão Politica dos renovadores presentes na reunião, 78 votaram contra a entrada do partido no Governo, houve duas abstenções e um voto a favor.

O Porta-Voz do PRS, Victor Pereira, em declarações à imprensa disse que a proposta do PAIGC não agradou o seu partido.

"Depois das variadíssimas horas de discussões, debates e análises profundas sobre as propostas do PAIGC, soberanamente, nós decidimos não integrar o Governo chefiado por Carlos Correia", confirmou.

Instado a dizer sobre o que falhou de concreto, o Porta-Voz dos renovadores disse que não houve nenhum falhanço propriamente dito.

Victor Pereira alega que houve sim insuficiência demonstrada nas propostas que não satisfazem minimamente os requisitos mínimos para o PRS integrar o executivo.

"Ou seja, a forma, o conteúdo como as coisas foram tratadas não satisfizeram os membros da Comissão Política Nacional do PRS", informou Victor Pereira. O Porta-Voz do PRS acusou ainda o PAIGC de interferências nos assuntos internos dos renovadores.

"Houve falta de transparência nas propostas dirigidas ao PRS. Não sabemos quais são as pastas que o PRS vai ocupar no Governo e por outro lado há uma tentativa de interferência e ingerência na nossa autonomia que é a possibilidade de constar no acordo de que será o PAIGC a escolher os dirigentes do PRS a integrar o Governo o que é inaceitável", disse Victor Pereira.

A decisão do PRS de integrara ou não o executivo liderado por Carlos Correia era aguardada com muita expectativa, tendo em conta a necessidade de formação de um governo inclusivo defendido pela direcçao do PAIGC, partido vencedor das últimas eleições legislativas.

Fontes do PAIGC admitem que o novo governo poderá ser conhecido ainda esta semana.

ANG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw