Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 25 de Setembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Angola/Eleições/ João Lourenço (MPLA) apela ao voto de todos, “de Cabinda ao Cunene”

2017-08-23

(ANG) - O cabeça de lista do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) nas eleições gerais fez hoje um apelo ao voto de todos os angolanos “de Cabinda ao Cunene”, após ter votado cerca das 09:30 na Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto, em Luanda.



João Lourenço considerou que a votação correu bem, foi “simples e rápida” e mostrou-se confiante que assim é em todas as assembleias de voto em Angola.

O candidato do partido no poder votou na assembleia de voto 1160 rodeado de fortes medidas de segurança e acompanhado por muitos jornalistas nacionais e estrangeiros.

“Gostaria de aproveitar esta oportunidade para exortar todos os cidadãos eleitores, de Cabinda ao Cunene, a fazerem o mesmo a seguirem o exemplo de todos aqueles que desde as primeiras horas da manhã se preocuparam em vir votar”, afirmou o candidato, que foi ministro da Defesa de José Eduardo dos Santos, Presidente da República desde 1979.

Quanto à organização do ato eleitoral, João Lourenço mostrou-se satisfeito: “Gostamos da organização, não há grandes filas, o ato foi simples e rápido, acredito que é assim em todas as assembleias de voto por toda a Angola”.

A votação para as eleições gerais em Angola iniciou-se à 07:00 de hoje (mesma hora em Lisboa), disse à Lusa a porta-voz da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), Júlia Ferreira.

"Já se vota em Angola desde as sete da manhã", disse a porta-voz da CNE.

Mais de 9,3 milhões de angolanos estão inscritos para escolherem hoje, entre seis candidatos, o sucessor de José Eduardo dos Santos - que não integra qualquer lista candidata -, com a votação a decorrer até às 18:00.

Esta votação envolve a eleição direta do parlamento (220 deputados) e indireta do Presidente da República, que será o cabeça-de-lista do partido mais votado.

ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw