Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 22 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Religião
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Peregrinação à Meca/ Fieis guineenses se despedem do Presidente da República

2017-08-23

(ANG) – O Chefe de Estado guineense recebeu esta manhã os cumprimentos de despedida dos 510 peregrinos guineenses para o cumprimento do quinto pilar do Islão na cidade santa de Meca, na Arabia Saudita.



Na ocasião, José Mário Vaz agradeceu o alto-comissário encarregue de organizar a campanha do prensente ano, especialmente o seu elenco pelo trabalho feito,“sem os quais não seria fácil ter uma excelente organização como a deste ano”.

“Façam uma boa viagem e peçam a bênção Divina para o país porque já estamos cansados de conversas. O que queremos a partir de agora para a Guiné-Bissau é trabalho e quem quer conversar que o faça sozinho”,recomendou.

José Mário Vaz pediu aos peregrinos que no regresso se unam e trabalhem em prol do desenvolvimento do país, frisando que conversas não constroem estradas, hospitais, nem paga as propinas das crianças.

Por seu turno, o Alto-Comissário para a Peregrinação à lugares sagrados dos muçulmanos disse que a organização deste ano superou todas as espectativas porque num total de 510 peregrinos 370 beneficiaram de bolsas concedidas pelo Chefe de Estado.

Botche Candé disse que os que pagaram 2,5 milhões receberam um acréscimo de 350 mil francos cfa cada um, por isso, segundo ele ,os peregrinos não receberão o reembolso como era o costume.

“ Por isso cada peregrino deve ter o seu dinheiro do bolso para comprar o que quiser no regresso, porque o transporte, a alimentação, habitação e deslocações internas para deferentes lugares sagrados de Meca já estão garantidas”, disse.

Em nome dos peregrinos, Alanso Fati agradeceu ao José Mário Vaz pelo que fez pela comunidade islâmica do país, bem como a colaboração das autoridades no acesso aos documentos.

São 510 peregrinos guineenses divididos em dois grupos, sendo que o primeiro deve deixar o pais dia 24 e o segundo no dia seguinte . A Guine-Bissau esteve presente no ano transacto em Meca com 312 peregrinos.

ANG/ANG/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw