Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Ensino
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Ano lectivo 2017/18 Professores de Oio ameaçam boicotar início das aulas

2017-08-28

(ANG) – Os professores contratados da Região de Oio, ameaçam paralisar o início de novo ano lectivo, caso não lhes forem pagos os quase 5 meses de salários em atraso .



Citado pelo jornal Nô Pintcha na sua última edição, o porta-voz dos professores, Cabiro Camará considerou injusta o que disse estar a acontecer, “o não pagamento dos seus salários enquanto que colegas seus de outras regiões e recém-contratados já recebem os seus salários.

O porta-voz questionou sobre os trabalhos dos inspectores a nível da região, principalmente do seu sector os quais acusa de, até agora não conseguiram fazer nada para resolver a situação.

“Se de facto os inspectores colocados na região cumprirem o papel que lhes cabe, este problema há muito que seria resolvido”, disse Cabiro Camará.

Ao nível de Bissorá são 85 professores que não recebem os seus ordenados desde Janeiro, disse acrescentando que, a persistir o problema, os docentes afectados irão promover uma marcha pacífica de protesto no itinerário Rotunda do Aeroporto/ Palácio de Governo/Ministério da Educação.

“E só na Guiné-Bissau que isso acontece. Para mim, os professores contratados devem merecer uma atenção especial, porque trabalham em regime de contrato, e podem a qualquer momento inviabilizar o ano lectivo”, disse o porta-voz que adverte que se não fossem os contratados, a maioria das tabancas do interior ficariam sem professores.

ANG/LLA/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw