Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 20 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Destaques
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Mon na Lama/ Objectivo do governo é aumentar a produção e produtividade, diz Ministro da Agricultura

2017-09-12

(ANG) – O Ministro da Agricultura, Nicolau dos Santos revelou recentemente que o executivo delineou como objectivo no sector agrícola reduzir o nível da insegurança alimentar, combater a fome e pobreza no país.



Nicolau dos Santos que falava a imprensa no âmbito da comitiva do Presidente José Mário Vaz que semana finda deslocou-se em visita as bolanhas de Safim, Bafata, Gabu, Quinara e Tombali, justificou que por isso o governo esta a fazer de tudo para aumentar o nível de produção e produtividade.

“Não temos outro caminho a seguir para desenvolver o pais que não seja apostar na agricultura”, destacou o governante que lembrou que não se deve limitar-se apenas na produção de arroz, mas também de outros cereais, tubérculos, hortaliças e afins.

Para tal, apelou a colaboração dos agricultores, ou seja, exortou a estes a mostrarem vontade e empenho nas suas actividades por forma a atrair mais apoios e investimentos dos parceiros internacionais.

Por exemplo, por aquilo que Nicolau dos Santos disse ter constatado, o espaço e potencialidade existentes na bolanha de Dara, sector de Piche, Região de Gabu, os agricultores locais ficaram aquém do que podia ser feito. “Portanto, façam mais”, exortou.

Falando em nome dos populares locais Marum Camara chamou a atenção do chefe de Estado sobre a necessidade do governo apoiar os agricultores, particularmente as mulheres produtoras de Dara, as quais viram suas produções reduzirem-se a nada por causa da inundação que se registou nas bolanhas daquela localidade devido a ma qualidade de construção duma ponte.

Assim, implorou a intervenção do Presidente Vaz, sobretudo na melhoria da referida ponte por forma a evitar a catástrofe verificada esta época agrícola nas bolanhas de Dara e que deixou os agricultores desalentos.

A mesma preocupação foi manifestada por Amadu Sane, que representava os mais de 200 agricultores das bolanhas de Quatche, nas margens do porto de Fulamory, no sector de Pitche, região de Gabu, que evocou as inundações como factor que estaria a obstaculizar as suas actividades.

Explicou que iniciaram muito tarde os trabalhos devido a falta de máquinas de lavoura, mas que depois de terem plantado o arroz nas bolanhas, as águas inundaram-nos e estragaram tudo.

“Queremos produzir mais somos confrontados com falta de meios”, vincou o agricultor que informou que muitos deles já optaram pela produção de arroz chamado “Mpanpam” nas matas como alternativa.

ANG/JAM .


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw