Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 24 de Outubro de 2017
Todas as categorias
Cultura
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cultura/ Museu Etnográfico Nacional reabre portas, 18 anos após sua destruição

2017-09-18

(ANG) – O Museu Etnográfico Nacional foi reaberto no último fim de semana em Bissau com a realização de um colóquio e uma exposição sobre o museu, 18 anos depois de sua destruição durante a guerra civil entre 1998 e 1999.



A reabertura foi apoiada pela embaixada de Portugal e o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, Fundação Calouste Gulbenkian, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa e o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

«A exposição fala sobre a história da existência do Museu Nacional Etnográfico, que há tanto tempo deixou de existir», afirmou o diretor-geral do museu, Albano Mendes.

Segundo o comunicado divulgado à imprensa pela cooperação portuguesa, o colóquio teve como objetivo revelar a «importância patrimonial do museu e do seu contributo para a identidade cultural do país» e contou com a presença do antropólogo Ramon Sarró, que digitalizou do arquivo cerca de 400 provas fotográficas para reconstituir a história do museu, criado em 1986.

«Na exposição as pessoas podem ver tudo aquilo que fizemos para retratar a história através de provas de contacto e o retrato da história do museu», explicou Albano Mendes.

A exposição, que pode ser visitada até ao final de setembro, integra fotografias e contextualização etnográfica dos objetos, alguns desaparecidos durante a guerra, bem como a coleção que sobrou e novas aquisições.

ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw