Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 24 de Outubro de 2017
Todas as categorias
Saúde
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cidade de Bissau/ Presidente da CMB reafirma interdição de vendas nos passeios e avenidas da Capital

2017-10-04

(ANG) -O Presidente da Câmara Municipal de Bissau (CMB) reafirmou hoje que a proibição de vendas nos passeios e ao longo das diferentes avenidas da capital, é irreversível.



Baltazar Alves Cardoso falava aos jornalista, depois de uma reunião com a Câmara de Comércio (CDC), destinada a encontrar uma saída para as mulheres que vendiam nestes lugares, na presença das mesmas.

“Felicito a iniciativa da CDC, mas uma coisa é certa: a nossa cidade deve ter uma outra cara em termos de organização. Por isso, todos nós estamos de acordo com a desocupação da avenida principal. O problema é encontrar um espaço para colocar as mulheres que aí vendiam “, disse.

Entretanto, o Presidente da CMB reconheceu que é preciso dar facilidades as mulheres para continuarem as suas actividades económicas, tendo afirmado que espera encontrar um espaço no mercado de Bandim onde vão ser recolocadas.

“Como costumo dizer que não existe Mercado digno do seu nome no país por isso a recuperação do Mercado Central vai diminuir um pouco o sofrimento dos comerciantes, porque vai ter três pisos e os utentes serão divididos conforme os artigos que vendem, ou seja legumes, roupas, vestuários cada qual no seu lugar”, informou.

Por seu turno o Presidente da CDC em exercícioenalteceu a importancia do objectivo do encontro que é enconbtrar solução para que as mulheres que vendiam no passeio possam encontrar outro lugar para comercializar os seus produtos.

António Nunes lembrou que as mulheres são associadas de diferentes organizações afiliadas na sua organização.

Celeste Jorge Mendes, em nome das mulheres vendedeiras no passeio do Mercado de Bandim disse que a preocupação das mulheres tem a ver com a solução ao despejo de que foram alvo, uma vez que “não podemos ficar sem vender”.

“ O encontro foi muito aproveitável para as partes Apesar de a CMB não indicar, ainda, nenhum outro lugar, estamos confiantes que a melhor solução será encontrada em breve” concluiu esta mulher comerciante.

ANG/MSC/QC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw