Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 16 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Pobreza extrema/ PNUD apela parceria público/privado para apoiar pessoas mais vulneráveis

2017-10-17

(ANG) - O Programa de Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) apelou uma parceria pública/privada para apoiar as pessoas que estão em situação de extrema pobreza na Guiné-Bissau.



O apelo consta numa nota de imprensa do PNUD à que a ANG teve acesso hoje e que foi produzida no quadro do Dia Internacional da Erradicação da Pobreza que se assinala hoje (17 de Outubro) ,em que a organização presta homenagem às vitimas da miséria e felicita o engajamento de todos que têm trabalhado na luta contra a pobreza.

«A erradicação da pobreza é o primeiro dos 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável(ODS) que entraram em vigor em Janeiro de 2016 e que foram definidos por 193 países membros das Nações Unidas», refere a nota de imprensa.

O PNUD, segundo a nota, tem por missão ajudar os países a erradicar a pobreza sob todas as formas. E na Guiné-Bissau esta missão é materializada nas acções desenvolvidas em dois domínios principais que são: promoção do desenvolvimento sustentável e reforço da capacidade das comunidades e governos locais para a planificação.

Acrescenta a nota de imprensa que a promoção do desenvolvimento sustentável será feita através dos projectos de conservação da biodiversidade e de reforço de resiliência das comunidades sob as alterações climáticas com vista a preservar as suas fontes de rendimento e permitir que vivam em harmonia com o ambiente em que estão.

«O reforço das capacidades do governo em elaborar e implementar políticas de crescimento económico inclusivo e sustentável que sejam alinhados com os ODS e que contribuam para a redução da pobreza constitui outra área de intervenção do PNUD neste domínio»,lê-se na nota.

O PNUD pretende reforçar a capacidade das instituições de supervisão e controle, nomeadamente a Assembleia Nacional Popular e as organizações da Sociedade Civil para a monitoria das políticas públicas para que sejam direccionadas ao combate à pobreza e exclusão social, refere a nota.

ANG/AALS/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw