Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 25 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Saúde
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Luta contra sida/ Secretariado Nacional distribui preservativos nas Discotecas de Bissau

2017-10-17

(ANG) -O Secretariado Nacional de Luta Contra Sida procedeu na noite do dia 13 do corrente, a distribuição de preservativos e sensibilizações cívicas nas principais Discotecas da cidade de Bissau, sob patrocínio do Primeiro-ministro, Umaro Sissoco Embaló.



Em declarações à imprensa, o Secretário Executivo do Secretariado Nacional de Luta contra a Sida, Califa Soares Cassamá disse que a iniciativa visa promover a consciencialização social sobre os riscos das práticas sexuais inseguras.

“Bissau figura entre as cidades do país onde se verifica mais taxa de prevalência de VIH/Sida, a par de região de Bafatá e Oio, e a Guiné-Bissau é o país da Sub-região onde se observa a mais alta taxa de prevalência deste flagelo”, disse Califa Cassamá.

Aquele responsável sublinhou que é óbvio que as discotecas são locais privilegiadas para encontros sexuais ocasionais, sendo assim a iniciativa de género trará benefício de prevenção de VIH/Sida no país.

Soares Cassamá garante que até o final do ano em curso, há stock suficiente de medicamentos antirretrovirais para suprir as necessidades medicamentosas dos viventes de VIH.

O Secretário Executivo do SNLS insta a sociedade guineense em geral sobretudo os mais jovens, a realizarem teste gratuito de despistagem disponível em todos centros de saúde da Guiné-Bissau, para conhecerem os seus estados serológico.

Prometeu concentrar a sua atuação em campanhas junto dos jovens para promover “uma verdadeira mudança de comportamento” em relação ao VIH/SIDA na Guiné-Bissau.

“Queremos fazer da Guiné-Bissau um país com menos número de pessoas infetadas”, indicou Cassamá, prometendo fazer uma “aposta forte” no trabalho de sensibilização aos jovens e também na distribuição gratuita de anti-retrovirais juntos dos doentes.

Apesar dos esforços Cassamá afirma que os fatores culturais estão a influenciar negativamente o processo de combate à doença no país, acrescentando que o vírus sida hoje em dia confunde-se com certas doenças tradicionais, uma situação que considera de preocupante e lamentável, dado que põe em causa vida de muitas pessoas e mina os esforços nacionais de combate ao fenómeno.

“É um paradigma que deve ser invertido, através de informação, educação, cívica e sensibilização da sociedade sobre indicadores de HIV/Sida que é uma realidade na Guiné-Bissau”, aconselhou.

Dados mais recentes indicam que a taxa de prevalência do vírus da SIDA na Guiné-Bissau atinge 5,3por cento na população entre 15 aos 49 anos.

O Secretário Executivo de Luta Contra Sida promete dar “mais visibilidade” aos trabalhos da instituição para que a população “possa encarar a doença como uma realidade”. Nesta perspetiva já foi realizado alguns projetos de campanha de sensibilização no setor desportivo envolvendo a Federação Nacional de Futebol, Associação dos Treinadores, associadas a iniciativa. A campanha chegou agora às discotecas.

O evento enquadra-se no projeto de desenvolvimento turístico na Guiné-Bissau, levado acabo pelo Ministério de Turismo uma vez aberta a época turística nacional, designado por “Bissau By Nigth”.

ANG/Site Rádio Nossa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw