Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 16 de Julho de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Fundação Mon Na Lama/ Agricultores da região de Cacheu elogiam iniciativa do Presidente da República

2017-11-08

(ANG) – Os agricultores da região de Cacheu, norte do país, elogiaram a iniciativa do Presidente da República de apostar na produção do arroz através da Fundação “Mon Na Lama”.



Os elogios dos camponeses de Cacheu foram transmitidos ao José Mário Vaz durante a visita que efectuou nos dias 6 à 7 do corrente mês à algumas bolanhas daquela localidade.

O Presidente da República, na companhia do ministro da Agricultura, Floresta e Pecuária e do ministro de Estado e do Interior esteve na bolanha de Bucul, no sector de Cancungo onde se inteirou das dificuldades com que se deparam os camponeses daquela povoação.

O chefe de Estado foi recebido num ambiente de festa pelos populares de Bucul, penetrou a pé num terreno escorregadio até ao meio da bolanha para de seguida exibir uma amarradura de arroz colhida no seu campo de produção em Calequisse.

Na ocasião, o ministro de Agricultura, Florestas e Pecuária, afirmou que constatou com agrado a forma como os agricultores locais estão a seguir o apelo do Presidente da República para pôr as mãos na lama.

“A única maneira de salvar o país e tirar o povo da canseira é a produção agrícola”, destacou o governante.

Nicolau dos Santos disse que a maior aposta do governo é transitar de agricultura manual para a mecanizada, salientando que se tudo continuar tal como está as dificuldades não serão ultrapassadas.

“A partir da próxima campanha agrícola vamos dar um passo gigantesco no sentido da mecanização agrícola e atingir a auto-suficiência alimentar e combater a fome”, prometeu.

Os agricultores de Bucul pediram ao chefe de Estado apoios em sementes agrícolas, tratores, moto cultivadores e centros de formação agrária para os jovens.

O Governador da região de Cacheu, Justino Coroné Gomes disse que a Fundação Mon Na Lama atingiu actualmente todas as localidades do país, acrescentando que os camponeses devem esforçar para produzir o suficiente de forma a combater a fome.

Seguidamente, a comitiva presidêncial seguiu para a bolanha da povoação de Tchur Bachil com o mesmo objectivo.

O régulo de Tchur Bachil pediu igualmente ao José Mário Vaz apoios em máquinas agrícolas para que possam aumentar a produção de arroz.

Lúcio Rodrigues Balincante, disse que a população local acreditou na Fundação Mon Na Lama e informou ao chefe de Estado que os agricultores locais fazem os seus cultivos nos terrenos não adequados o que torna mais custosos a produção.

“Queremos pedir apoio do Presidente da República para a recuperação de bolanhas para passarmos a praticar a lavoura ali”, disse o régulo de Tchur Bachil.

Lúcio Balincante entregou à José Mário Vaz um arado tradicional e disse-lhe que pretende em troca um tractor para que possam aumentar a produção de arroz.

O chefe de Estado esteve igualmente na bolanha da povoação de Carabane na secção de Ingoré, de Canton na secção de Suzana, sector de São Domingos e de Nhinté, no sector de Bula ,onde se inteirou das dificuldades com que se deparam os camponeses na produção e colheita de arroz.

Nas referidas localidades os camponeses pediram unanimemente ao Presidente da República apoios em tractores agrícolas, água potável e para a recuperação de bolanhas.

ANG/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw