Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 16 de Julho de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


IV Congresso da UNTG/ Quatro pretendentes ao cargo de SG entregam suas candidaturas à comissão organizadora

2017-11-09

(ANG) – A vice-presidente da Comissão organizadora do IV Congresso da UNTG, Maria de Fátima Oliveira confirmou hoje o registo de quatro candidaturas à sucessão de Estevão Gomes Có nas funções de Secretário-geral da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné-UNTG.



Segundo Fátima Oliveira, o prazo para a entrega de fixas de candidatos terminam amanhã, sexta-feira.

Em declarações à imprensa, o mandatário da candidatura de Sabana Embaló para a liderança da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné(UNTG), disse que o seu candidato granjeou experiência sindical suficiente para reestruturar aquela central sindical e defender os interesses dos funcionários.

Francisco Mansal Vaz que falava à imprensa depois da deposição da candidatura de Sabana Embaló, disse que uma das estratégias que pretendem implementar na UNTG caso forem eleitos, é tirar o sindicato mãe no actual marasmo em que se encontra, de forma a ser uma organização mais compatível e capaz de resolver problemas dos trabalhadores.

Mansal Vaz acrescentou que um dos desafios do candidato Sabana Embalo caso for preferido, é lutar junto do governo, para melhorar o salário dos funcionários assim como outras necessidades à que que os mesmos têm direitos.

Por sua vez, Domingos Sami, outro candidato à liderança da UNTG que igualmente depositou hoje a sua candidatura, disse que os motivos fortes da sua intenção de liderar a Central sindical se prende com a necessidade de tirar os funcionários públicos da situação indesejável em que se encontram.

“Sabemos que a situação dos funcionários públicos guineense não é nada boa. Há funcionários que ganham 29 mil francos por mês, e existem disparidade salarial a nível de diferentes ministérios. Uns recebem 50 mil fcfa e outros recebem 100 mil e são da mesma categoria. Os licenciados devem receber na mesma categoria e na mesma letra, algo que não acontece no nosso aparelho de Estado”, disse.

O 4º congresso da UNTG terá lugar no próximo dia “05” de Dezembro, e de acordo com a Vice-presidente da Comissão Organizadora, esforços estão a ser envidados para que o congresso se realize na data prevista.

ANG/LLA/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw