Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 25 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cooperação/ China doa 1.290 sacos de arroz à Guiné-Bissau

2017-11-14

(ANG) – A Guiné-Bissau beneficiou hoje de 1.290 sacos de arroz, oferecidos pela República Popular da China, no quadro de apoio as “dezesseis” Instituições Sociais de Caridade sedeadas em Bissau.



Durante o acto de entrega, o ministro da Agricultura, Nicolau dos Santos satisfeito com o gesto, disse que o referido donativo reveste-se da importância capital para as organizações sociais de Caridade, sobretudo as Organizações de Famílias dos Agricultores que sofreram prejuízos devido a inundação e seca.

Dos Santos acrescentou que o referido apoio dado ao país, enquadra-se no programa do governo da Guiné-Bissau, que visa fomentar a agricultura, como forma de melhorar as condições de vida da população, e que conta com o apoio do Presidente da República, José Mário Vaz, através da fundação “Mon Na Lama”.

“Gostaria mais uma vez de pedir ao Chefe de Estado, para continuar a acompanhar o Ministério da Agricultura, como sempre tem feito nas visitas realizadas às diferentes bolanhas do pais”, destacou o Ministro.

Aquele governante aproveitou a ocasião para recordar o Presidente da República, sobre a promessa de apoio aos agricultores das regiões de Bafata, Bolama Bijagós, que foram prejudicados pelas inundações, respectivamente as localidades de Famandinga, Campossa e Bruss.

Por seu turno, o Embaixador da República Popular da China, Jin Hong Jun referiu que o apoio prestado se enquadra na boa relação entre a República da Guiné-Bissau e a da China.

De acordo com o diplomata, nesta primeira fase, 1.290 sacos de arroz já foram entregues ao governo guineense, devendo mais apoios chegarem ao pais dentro em breve.

“Uma das políticas defendidas pela China, é a construção e edificação de uma comunidade de destino comum com futuro partilhado pela humanidade” disse o Embaixador Chinês.

Realçou por outro lado que, anualmente, cerca de 60 técnicos agrícolas guineenses beneficiam de formação ministrada por técnicos chineses , e de material agrícola que a China doa à Guiné-Bissau.

O chefe de missão chinesa assegurou a continuidade do apoio do seu governo às autoridades da Guiné-Bissau.

ANG/LLA/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw