Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 17 de Janeiro de 2018
Todas as categorias
Infra-estruturas
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Central elétrica de Bôr/ “É inaceitável continuarmos a viver sem luz elétrica nas nossas casas”, diz Presidente da República

2017-11-15

(ANG) – O Presidente da República considerou inaceitável que os guineenses continuassem a viver sem luz elétrica permanente nas suas casas José Mário Vaz que discursava na cerimónia do lançamento da primeira pedra para a construção da central elétrica situada na localidade de Bôr, sector de Prabis, região de Biombo, disse que quer luz à preço acessível para todos os guineenses.



O chefe de Estado disse que a construção da referida central elétrica responde as preocupações dos moradores da cidade de Bissau e arredores.

“Estamos nestas funções através dos votos do nosso povo e é para servir o bem comum que estamos aqui. É para o bem de todos que um governante é eleito. Caso contrário não vale a pena sermos governantes”, disse.

O Presidente da República sublinhou que quando existem problemas ligados ao povo a missão dos governantes é encontrar as soluções para os referidos problemas. “Estamos orgulhosos deste investimento porque vai exatamente ao encontro das necessidades do nosso povo”, elogiou.

José Mário Vaz afirmou que na sua qualidade de chefe de Estado, faz votos para este esforço no fornecimento da energia seja extensiva ao nível nacional ou seja que a luz da rede pública chegue a toda a população, tanto na cidade como no interior e nas ilhas.

“Pois, só assim será possível proporcionar uma qualidade de vida compatível com as aspirações da vida moderna que todos os guineenses merecem. Todos nós devemos se associar à iniciativas que mudem a vida da nossa população”, vincou.

José Mário Vaz revelou que não cansará, enquanto tiver todas as condições garantidas, para que cada guineense viva condignamente na sua cidade, região ou tabanca.

“Quero manifestar em nome da população da Guiné-Bissau a nossa profunda gratidão pelo esforço e acompanhamento que o Banco Oeste Africano de Desenvolvimento(BOAD), a União Económica e Monetária Oeste Africana(UEMOA) e outros parceiros têm feito nesta caminhada com vista a ajudar o nosso Estado nas políticas que visam a redução da pobreza”, frisou.

ANG/AC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw