Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Indice de preços/ Os Preços ao consumidor registaram uma variação mensal estável de 0,0 por cento entre Setembro e Agosto

2015-10-16

(ANG)- O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) de setembro registou uma variação mensal estável de 0,0 por cento em relação ao mês de Agosto, segundo os dados publicados hoje pelo Botetim Mensal do Instituto Nacional de Estatística à que a ANG teve acesso.



O documento sustenta que esta estabilização é divido ao aumento dos preços dos produtos alimentares, nomeadamente bebidas alcoólicas e não alcoólicas, tabaco e estupefacientes.

Refere que os produtos alimentares e bebidas não alcoólicas tiveram uma alteração positiva de 1,9 por cento, e que a referida variação teve o seu reflexo no indice global do consumidor” porque é a função com maior ponderador”.

Acrescenta que as bebidas alcoólicas, tabacos e estupefacientes apresentaram um crescimento de 1,2 por cento e que esta subida tem a ver com o aumento dos preços de bebidas em 2,7 por cento, bebidas artesanais 4,3 por cento tabacos e estupefacientes em 2,5 por cento.

Em relação aos pães, cereais e carne conforme o INE, registaram-se uma descida, justificada pela baixa de preços de cereais não transformados e dos preços de carne de porco e galinha, resultado da maior oferta destes produtos no mercado.

"Os preços de peixes aumentaram em 5,5 por cento, devido a menor oferta do referido produto no mercado. Esta menor oferta tem a ver com a redução de actividade de pesca artesanal e industrial", refere o Instituto Nacional de Estática no seu Boletin.

De acordo com o INE, os preços de legumes frescos em frutas ou mancara, legumes em folha, secos, tubérculos e bananas registaram um aumento.

Esclarece que o referido acréscimo é justificado pela menor oferta no mercado resultante do atraso da pluviometria.

O Boletim do INE refere que os preços dos vestuário e calçados registaram uma descida de -5,8 por cento. Esta descida e justificada pela reduçao dos preços de vestuarios em -3,6 por cento. As roupas e calçados femininas baixaram em -27,5 por cento e roupas e calçado para homens baixaram em menos 14,7 por cento.

Quanto ao índice de inflação subjacente registou-se uma variação mensal negativa de 0,9 por cento, e em relaçao aos produtos frescos um aumento de 6,7 por cento. ANG/LPG/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw