Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Caju/ ANAG classifica de excelente a campanha de 2017

2017-11-23

(ANG) - O Presidente da Associação Nacional dos Agricultores da Guiné (ANAG) afirmou esta quarta-feira que a campanha de caju deste ano trouxe bons resultados para os agricultores.



Jaime Boles Gomes em entrevista exclusiva à Agência Noticiosa da Guiné sobre o balanço da campanha de castanha de caju do ano 2017, justificou que o preço praticado foi muito bom e relacionou este sucesso com a concorrência no mercado internacional”.

“Também contou com a influência do Presidente da República e do Governo”, acrescentou. Jaime Boles Gomes defendeu a necessidade de formação de todos os agentes da fileira de caju sobre técnicas de produção para melhorar a qualidade do produto e dinamizar a produtividade a fim de obter mais rendimento quer para os camponeses como para o próprio Estado.

“A promoção do desenvolvimento de um país é uma tarefa que deve ser feita na base de colectividade, porque só assim é que se pode atingir o objectivo almejado”, alertou aquele responsável.

Manifestou a disposição de ANAG em colaborar com o governo da Guiné-Bissau no domínio da produção de diferentes espécies alimentares, como forma de melhorar as condições de vida dos agricultores.

Sobre a próxima campanha, Jaime Boles Gomes disse esperar que seja melhor ainda, mas advertiu que tal desejo não depende, apenas, do Estado da Guiné-Bissau, mas também na procura deste produto no mercado internacional.

“A prática de um bom preço na comercialização da castanha de caju é mais-valia para o país em geral, por isso, só temos que desejar algo que possa beneficiar o povo guineense”, sublinhou o presidente de ANAG.

A castanha de caju foi comercializada este ano por 1000 francos, depois da intervenção feita pelo Presidente da República junto aos agricultores para aguardarem o melhor preço. No inicio produto era adquirido por 500 francos Cfa.

ANG/AALS/ÂC/JAM


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw