Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 22 de Setembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


IV Congresso da UNTG/ Candidato da “Lista Verde” promete defender direitos dos trabalhadores caso for eleito Secretário-geral

2017-11-29

(ANG) – O candidato da “Lista Verde” ao cargo do secretário-geral da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné (UNTG) elege a promoção da solidariedade sindical a todos os níveis para garantir os trabalhadores seus direitos e conquistas em conformidade com novas exigências sócio laborais nacional e mundial.



Carlos Nelson Sanó que falava hoje na apresentação da Moção de Estratégica da sua candidatura disse que houve progressos na vida dos trabalhadores guineenses, mas considerou-os insuficientes.

Sanó salientou que o nível de vida dos trabalhadores continua abaixo do aceitável e que os seus rendimentos estão ainda longe de lhes conferir o poder de compra.

“Esta realidade abrange tanto os funcionários públicos, assim como os privados. Senão vejamos :o processo de reforma na administração pública inicia e nunca termina. Além de mais, a admissão dos funcionários públicos por via de concurso foi suspensa, os salários são ora pagos ora não”, criticou.

Para o sindicalista, a UNTG como a maior Central Sindical do país tem um papel importante a jogar na defesa dos direitos dos funcionários públicos e o sector privado, complemento na sua estrutura.

Salientou que o equilíbrio no relacionamento entre empregador e trabalhador deve ser regulado por meio de instrumentos legais.

“Isso deve ocorrer num contexto de uma verdadeira concorrência em que o trabalhador vai poder fazer a sua escolha livremente sem receios de ficar sem emprego, e que lhe possa garantir melhores condições de trabalho e de vida”, sustentou.

O candidato da “Lista Verde” cujo lema é “Para uma maior valorização do trabalhador, seus direitos e verdadeira justiça social”, frisou ainda que, caso for eleito, vai lutar para a promoção da igualdade de género entre os trabalhadores guineenses, defendendo os direitos das mulheres no acesso ao emprego, promoção na carreira , ascensão aos postos de direcção e a manutenção das conquistas.

“Ou seja, as mesmas oportunidades, igualdade salarial, tendo sempre em conta a condição feminina, luta contra descriminação no emprego, práticas que ao longo dos séculos, minou os esforços das mulheres.

A UNTG tem de revisitar as normas nacionais e internacionais que defendem estas promoções e exigir a sua aplicação no contexto laboral guineense”, referiu.

Nelson Sano disse que, se for eleito Secretário-geral da UNTG, vai lutar pela promoção da segurança social dos trabalhadores, formação profissional e criação de mercado de trabalho e fixação de um salário mínimo capaz de dar ao trabalhador guineense o poder de compra.

Sano salientou que o principal objetivo da Organização Internacional de Trabalho (OIT), consiste em promover oportunidades para que as mulheres e homens possam ter acesso à um trabalho digno e produtivo, em condições de liberdade, equidade e dignidade.

O IV Congresso Ordinário da UNTG terá lugar na primeira semana do próximo mês de Dezembro , e oito candidatos concorrem o lugar de Secretário-geral incluindo, Estevão Gomes Có, Secretário-geral cessante.

ANG/MSC/ÂC/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw