Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 18 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Congresso da UNTG/ Ministro da Função Publica pede novas ideias no sindicalismo guineense

2017-12-07

(ANG) – O ministro da Função Publica e Trabalho (FP), manifestou confiante de que o IV Congresso Ordinário da União Nacional dos Trabalhadores Guiné (UNTG) que hoje inicio e termina na quinta-feira, vai produzir ideias importante para o Governo e ao futuro do sindicalismo guineense.



O ministro da Função Pública disse esperar uma direcção forte a sair deste encontro, bem como recomendações que permitiram ao governo resolver muitos problemas na administração estatal.

Aquele governante disse esperar que os três dias do Congresso possam servir de espaço de debate e reflexão a fim de encontrar propostas claras que possam engrandecer ainda mais a UNTG.

Por outro elogiou o trabalho feito pela comissão organizadora deste IVº Congresso Ordinário, isso, segundo ele, apesar da crise e dificuldades que o país enfrenta neste momento.

Tumane Balde deixou palavras de apreço a direcção cessante, que na sua opinião nunca desviou dos princípios pelos quais a UNTG fora criada.

“A direcção cessante fez o melhor de si, e conseguiu muitos resultados positivos, entre os quais a revisão pontual da grelha salarial e possível reajuste salarial, cujo processo está em curso”, destacou o governante.

Por seu turno, o Presidente da Comissão Organizadora Alberto Djata mostrou-se convicto que este evento será coroado de êxito e espera que as resoluções dela saída serão portadores da confiança e esperança para um futuro melhor para os trabalhadores guineenses e respectivas famílias.

De acordo com Alberto Djata, a desorganização e as difíceis condições de trabalho que se registam na Função Publica, bem como o insuportável nível de desemprego na camada juvenil devem-se ao facto da passividade e incapacidade dos sindicatos em harmonizar as suas políticas reivindicativas com base numa visão estratégica, assente no diálogo franco e honesto.

São pelo menos 300 delegados que irão escolher o próximo secretário-geral da organização entre os 8 concorrente, incluindo o cessante, Estevão Gomes Co.

ANG/LLA/ÂC/JAM


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw