Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 18 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Suspensão do presidente da CMD/ Ministro da tutela considera de “normal em caso de desobediência”

2018-01-03

(ANG) – O Ministro da Administração Territorial considera de “normal” o despacho por si assinado de suspensão do Presidente da Câmara Municipal de Bissau (CMB), “quando há desobediência”.



Sola Nquilim na Bitchita que falava hoje a imprensa sobre a suspensão do Baltazar Cardoso a frente do CMB, acrescentou que tomou a medida no “quadro normal do funcionamento da Administração Pública”.

“E, neste momento foi aberto um processo disciplinar contra a sua pessoa (Baltazar Alves Cardoso), que está a decorrer os trâmites normais para uma eventual responsabilização”, explica o governante.

De acordo com o despacho do Ministro da Administração Territorial, Baltazar Cardoso é suspeito de “sérios indícios de corrupção, de gestão danosa, de peculato e de nepotismo e nomeações desajustadas”, enquanto responsável máximo da edilidade camarária de Bissau”.

Ainda, Sola Nquilim na Bitchita mandou suspender de serviço os indivíduos nomeados pelo Cardoso, bem como proibiu-os de entrar no edifício/sede e delegacias da CMB até a conclusão dos trabalhos de investigação.

Sobre este assunto, a reportagem da ANG que foi a Câmara Municipal Bissau para constatar factualmente o cumprimento do despacho do Ministro, sabe, através duma fonte que o Presidente suspenso se encontrava em casa e o Vice-Presidente, Carlos Costa que, interinamente dirige a CMB, convocou uma reunião para hoje.

Tanto o Ministro da Administração Territorial, Sola na Bitchita, como o Presidente da Câmara Municipal suspenso, Baltazar Cardoso, são dirigentes do Partido da Renovação Social no governo.

Até agora, nem esta formação política, nem o Primeiro-ministro, Umaro Sissoco Embalo, proferiram quaisquer palavras sobre a questão.

ANG/QC /JAM


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw