Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 24 de Setembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ “Huco” Monteiro anuncia candidatura as Presidenciais de 2019

2018-01-03

(ANG) - O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, João José "Huco" Monteiro anunciou que será candidato à Presidência do país nas eleições de 2019 para "pagar o seu quinhão".



Atualmente comissário dos Recursos Humanos da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO), "Huco" Monteiro anunciou a sua candidatura à Presidência guineense nas redes sociais e hoje, em declarações à Lusa, confirmou a intenção.

"Vou-me candidatar em 2019 para pagar o meu quinhão" com o país, afirmou à Lusa "Huco" Monteiro que prometeu apresentar, ainda em 2018, as linhas fortes da sua candidatura que, disse, visará "essencialmente apaziguar a cimeira do poder", através de uma liderança desprendida, moderna e exemplar, referindo-se à Presidência da República.

Além de MNE, Monteiro, sociólogo de formação, investigador sénior no Instituto Nacional de Pesquisa, desempenhou, entre outros cargos, os de ministro da Educação, diretor do Instituto de Apoio ao Emigrante, e foi também responsável do programa de combate à SIDA e fundador da Universidade Colinas de Boé.

Membro fundador do Partido da Convergência Democrática (PCD), "Huco" Monteiro foi igualmente militante do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC).

Embora tenha feito parte dos dois partidos, "Huco" Monteiro assume ter deixado de ter militância partidária.

Antigo músico na juventude, Monteiro é autor de vários livros de conto e poesia. No calendário normal, a Guiné-Bissau terá eleições legislativas ainda este ano e presidenciais em 2019.

O Presidente guineense, José Mário Vaz, defendeu, no passado dia 16 de dezembro, numa cimeira de líderes da CEDEAO, que decorreu na Nigéria, que gostaria que as duas eleições fossem realizadas em simultâneo em 2019.

ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw