Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 24 de Setembro de 2018
Todas as categorias
Saúde
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Saúde/ Sindicatos ameaçam paralisar sector por 3 dias

2018-01-12

(ANG) - Os três sindicatos do sector da saúde pública ameaçam levar a cabo uma greve a partir do dia 17 deste mês e por três dias, caso a Direcção do Hospital Nacional Simão Mendes não satisfazer as reivindicações constantes no caderno já entregue.



A informação foi avançada hoje à ANG por Tony Lutug, Presidente da Comissão da greve dos três sindicatos, designadamente, o Sindicato dos Trabalhadores de Saúde (STS), de Quadros da Saúde (SINQUAS) e de Enfermeiros de Técnicos de Saúde e Afins (SINETSA).

Em causa, segundo este sindicalista, estão a necessidade de melhoria das condições de trabalho, nomeadamente a aquisição de luvas, cadeira de rodas para deficientes, marquesa para transporte de doentes e a instalação de equipamentos de Hemograma e de Bioquímica no laboratório para análise de rotina.

Os três ainda reivindicam do patronato o pagamento de incentivos aos técnicos, a descentralização da venda de medicamentos no hospital para acabar com as filas que se verificam na farmácia deste maior centro sanitário do país.

Segundo o Presidente da Comissão, os técnicos ainda exigem a instalação de equipamentos de análise de Mamografia para evitar a evacuação de doentes para o Senegal a procura deste serviço, e a permanência de médicos no novo bloco de edifícios conhecido por “Huambo”.

Disse que apesar da promessa do Ministro da Saúde de reabilitar dois novos edifícios em estado de degradação no HNSM, de pagamento de incentivos aos técnicos e de instalação de equipamentos de urgência, pedidos estes constantes no caderno reivindicativo, a greve vai mesmo ter lugar na data prevista.

Diligências feitas pela ANG para ouvir a direção do estabelecimento sanitário foram infrutíferas.

ANG/LPG/ÂC/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw