Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 16 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


São Tomé e Príncipe/ Situação poílitica agrava-se com eleição de juízes do Tribunal Constitucional

2018-01-16

(ANG) - A situação política em São Tomé e Príncipe agravou-se hoje, a poucas horas da eleição, pelo Parlamento, de cinco juizes do novo Tribunal Constitucional Autónomo, considerado inconstitucional pelo Supremo Tribunal, e pela oposição.



Os deputados da oposição bloquearam as três entradas que dão acesso ao Parlamento, em sinal de protesto contra a proibição da entrada de viaturas dos membros deste órgão, que - por seu turno - eles consideram ilegal.

No Sábado passado, o Presidente da Assembleia Nacional, José Diogo, tinha tormado público um despacho com várias "medidas de segurança", dado o clima de tensão que se tem vivido no País nos últimos dias, em torno da questão da eleição dos cinco juízes do Tribunal Constitucional.

Entre essas medidas, refira-se que os deputados deverão ser revistados por agentes de segurança, com detetor de metais, e é proibida a entrada de veículos dos deputados nas instalações do Palácio dos Congressos, onde funciona a sede do Parlamento.

Mesmo a imprensa se vê agora obrigada a estar devidamente acreditada, e usar “crachás” para poder fazer a cobertura da sessão parlamentar.

"Achamos que o despacho do Sr. Presidente da Assembleia Nacional é uma ilegalidade, e estamos cansados de estar a permitir ilegalidades neste País, e particularmente neste Parlamento", disse à imprensa, gaudêncio Costa, deputado do Movimento de Libertação de São tomé e Príncipe-Partido social Democrata(MLSTP-PSD), principal partido da oposição.

Por seu turno, Delfim Neves, o Vice-presidente do Partido da Convergência Democrática (PCD), em declarações a jornalistas, afirmou que a oposição está pronta para combater em todas as frentes, tentar travar este caos e criar uma nova realidade que satisfaça o povo de São Tomé e Príncipe.

Estão previstas para hoje manifestações em frente ao Palácio dos Congressos de militantes e apoiantes do Governo e da ADI, e também dos que apoiam a oposição, mas o comando da polícia nacional são-tomense já declarou, em comunicado, que a manifestação da oposição é ilegal.ANG/RFI


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw