Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 19 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ Militantes do PAIGC refugiados na sede ONU em Bissau

2018-02-01

(ANG) - Os delegados ao IX Congresso Ordinário do PAIGC, espancados e escorraçados da sede do partido pela polícia de Ordem Pública refugiaram-se na sede das Nações Unidas em Bissau.



Segundo o Secretário do PAIGC que igualmente se encontra dentro do edifício da ONU, um grupo de polícias invadiu a sede nacional lançando gás lacrimogénio e espancando os militantes ali presentes, tendo muito dos quais ficado gravemente ferido.

“No ataque que sofremos, cerca de 20 pessoas ficaram feridas e ainda fomos insultados pela polícia”, explicou tendo justificado que por temerem por suas vidas foram procurar refúgio na sede da ONU.

Para Aly Hijazi, o acto das forcas da ordem configura numa violação flagrante dos direitos de expressão e de liberdade e caminho para implementação da ditadura no país.

O secretário nacional do PAIGC garantiu que o partido não vai desistir de realizar o seu congresso, pois além de todos os passos observados com vista a consumação deste conclave, o partido também cumpriu com o estatuído no acordo de Conacri, no que diz respeito a reintegração dos 15 deputados dissidentes do partido.

“Não sei o que eles querem, porque já fizemos o que tínhamos que fazer, portanto não vejo a razão dos 15 continuarem a desacordar com a direcção do PAIGC ou melhor que o Presidente da República continue a criar problemas ao país”, lamentou Aly Hijazi.

Questionado sobre o que acha da nomeação do novo primeiro-ministro uma vez que é do PAIGC, respondeu que mesmo assim devia ser na base de consenso e não através de uma decisão unilateral do chefe de Estado guineense.

Artur Silva, dirigente do PAIGC foi terça-feira nomeado novo Primeiro-ministro.

ANG/AALS/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw