Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cabas de Compra/ “Índice do preço ao consumidor cresceu 3,0 por cento no terceiro trimestre do 2015”, segundo dados do INE

2015-10-27

(ANG) – O Índice do preço no consumidor (IPC) cresceu em 3,0 por cento no terceiro trimestre do ano em curso devido ao aumento de preços de produtos alimentares, bebidas não alcoólicas, bebidas alcoólicas, tabaco, estupefacientes, serviços de saúde, transportes restaurantes e hotéis.



A informação foi avançada hoje pelo Director de Serviço de Estatística Económica e Financeira, Roberto Vieira, no acto de divulgação do programa da Estatística externo do 2º trimestre e programa de Índice Harmonizado dos Preços no Consumidor (IHPC) do 3º trimestre do corrente ano.

“O IPC é um instrumento de medida de inflação que permite estimar , entre dois períodos, a variação média dos preços nos produtos consumidos pelas famílias. Cobre todos os bens e serviços consumidos pelos residente e não residentes; dentro do território nacional.

O relatório do Instituto Nacional de Estatística indica que os produtos alimentares e bebidas não alcoólicas registou uma subida na variação de preços de 6,5 por cento ao longo do terceiro trimestre de 2015 comparativamente ao de segundo trimestre.

“Observando os subgrupos desta função constata-se uma subida com maior realce para legumes frescos(25,9 por cento), carne 7,( por cento, frutas 4,3 por cento. Estas subidas são justificadas pelo aumento dos preços dos produtos de primeira necessidade no mercado”, refere o relatório.

Quanto aos preços de bebidas alcoólicas tabaco e estupefacientes refere que os preços desses produtos cresceram é por cento no terceiro trimestre deste ano. Diz o relatório que esta subida resulta principalmente do aumento de preços de tabaco e estupefacientes em 5 por cento, cerveja 1,5 por cento, vinho e bebidas fermentas 1, por cento.

Segundo o IPC os preços de vestuário e calçado desceram 1,7 por cento, uma descida resultante da descida de preços de roupas interiores femininas 11,1 por cento, roupas interiores de homens 4,9 por cento.

Ainda de acordo com o IPC, os preços de serviços de habitação, água, electricidade e outros combustíveis desceram em 2,6 por cento. A descida é justificada pela descida de preços de combustíveis solido e outros em -14,3 por cento.

Os serviços de saúde registaram um aumento de 1,0 por cento devido ao aumento de preços de medicamentos tradicional 8,0 por cento, serviço medico e dentário de 3,2 por cento e serviços hospitalares de 2,5 por cento.

Os serviços de transportes registaram aumento na ordem 5 por cento, impulsionado principalmente pela variação positiva registada nos transportes rodoviário de passageiros(11,4por cento), outros serviços relacionados ao veiculo pessoal 2,” por cento.

Comparativamente ao período homologo do ano passado, os preços de serviços de transporte aumentaram, devido ao aumento registado nos transportes rodoviário de passageiros(12,5 por cento), e ainda devido a outros serviços relativo a veiculo pessoal 2,5 por cento e outros serviços de transportes(7,6 por cento)

A variação homóloga do Índice de terceiro trimestre de 2015 em relacao a 2014 registou uma subida de 1,8 por cento.

Por sua vez, e em representação do Secretario de Estado de Plano e Integração Regional, Carlos Costa disse que o Cabaz de compra do IHPC compreende 655 variedades observadas nos 771 pontos de venda e são efectuadas em cada mês mais de 6224 recolhas pelos inquiridores do Instituto Nacional da Estatística.

“A apresentação do IHPC foi feito no quadro da integração da Guiné-Bissau na União Económica Monetária Oeste Africana (UEMOA), e o processo vai ser continuo o mais tardar à dez de cada mês”, explicou Carlos Costa.

ANG/AALS/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw