Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Pesca artesanal/ China doa 30 mil dólares em materiais de proteção individual de pescas

2015-10-28

(ANG) – A República Popular da China ofereceu terça-feira às autoridades da Guiné-Bissau um lote de materiais de protecção individual para atividade da pesca artesanal, orçado em 30 mil dólares americanos .



O donativo que se destina a Associação Nacion al dos Pescadores Artesanais (ANAPA) é constituído de oito (8) pares de luvas de algodão, mil pares de luvas de borracha, 500 conjuntos de impermeáveis e 1.500 botas impermeáveis.

Na ocasião, o Secretário de Estado das Pescas e Economia Marítima, Ildefonso Barros, realçou que o gesto chinês responde à preocupação do Governo de garantir segurança aos pescadores guineenses nas suas atividades.

Ildefonso Barros prometeu que no quadro da modernização do sector, o seu pelouro irá, em breve, distribuir redes de pesca apropriadas, na sequência da apreensão de monofilamentos em quase todas as zonas piscatórias do pais.

O governante adiantou que, neste momento, a Secretaria de Estado das Pescas e da Economia e o Ministério da Economia e Finanças estudam a possibilidade de se criar uma linha de crédito aos pescadores e as mulheres que exercem atividades ligadas às pescas.

Por sua vez, o embaixador chinês no país, Wang Hua, sublinhou que a Guiné-Bissau, conquistou a independência política mas que falta agora conquistar a sua liberdade econômica.

O diretor adjunto da empresa CONAPEMAC (Companhia Nacional de Pesca Marítima da China), promotora da iniciativa, Smiley Ferreira, disse que a sua empresa abastece anualmente, o mercado da Guiné-Bissau com mais de 1000 toneladas de pescado, contribuindo assim na criação de empregos e capacitação profissional.

“Temos em mãos um projecto de construção no espaço interior do porto de pesca de Alto Bandim de uma grande infraestrutura que irá integrar, entre outras, câmaras frigorificas com capacidade para armazenamento de duas mil toneladas de pescado, uma fábrica para produção diária de 100 toneladas de gelo e armazém de materiais e equipamentos para o apoio à pesca artesanal”, anunciou.

Disse que a empresa comprometeu-se ainda a criar fábricas de gelo para as ilhas que desenvolvem atividades de pesca artesanal.

Smilley Ferreira afirmou que a CONAPEMAC assumiu também o compromisso de construir câmaras frigoríficas em cinco setores estratégicos que possam resolver o problema de armazéns frigorificos. Aquele responsável garantiu que após a construção das referidas estruturas econômicas e pesqueiras, será reforçado o processo de abastecimento do mercado nacional.

Para o presidente da Associação Nacional dos Pescadores Artesanais, Arlindo Pety, há muito que os materiais doados faziam falta aos pescadores. Pety garantiu que vai proceder a uma distribuição equitativa dos mesmos.

ANG/FGS/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw