Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Comunicações
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Notícias falsas/ António Pacheco exorta vigilância dos jornalistas

2018-08-09

(ANG) - O jornalista internacional, António Pacheco, disse esta segunda-feira (06 de agosto), que a imprensa mundial está a viver um período “muito difícil” devido a fabricação de notícias falsas



António Pacheco encontra-se no país para mais uma secção de formação para os jornalistas e correspondentes da Rádio Sol Mansi (RSM) sobre “a cobertura responsável do processo eleitoral - como evitar 'fake news' (notícias falsas) e a manipulação política”.

António Pacheco alerta que o jornalista está cada vez mais afastado da realidade do dia-a-dia, devido a informações publicadas nas redes sociais que fazem com que o papel da média torne ainda mais difícil sobretudo no período das eleições.

De acordo com Pacheco, os profissionais da comunicação social devem ocupar-se mais com a realidade quotidiana em relação aos interesses dos políticos.

“O jornalista deve ter em conta o interesse do cidadão e da democracia”, considerou.

Segundo António Pacheco para defender uma eleição justa, aberta e verdadeira, o jornalista deve ter a capacidade de estar junto do povo e conhecendo a sua realidade, evitando atuar como político.

Segundo Costa, o jornalista tem que deixar de pensar e atuar com amiguismo ou por religiões e etnias. Tem que pensar a vontade e as necessidades das pessoas que nos rodeiam e que têm a necessidade de transportes e ainda os hospitais que continuam sem condições para tratar as doenças.

“Quando um jornalista começa a ter carros e casas bonitas, perde a distância em relação ao povo; estou a ser talvez um pouco exagerado, mas esta é a realidade porque todos temos a necessidade de mudar a vida mas a melhoria da vida deve começar ao povo e deve começar por nós conseguirmos sacrificar-nos para dar a notícia e a verdade que interessa ao povo”, aconselha.

As eleições legislativas estão marcadas para o dia 18 de novembro próximo e os jornalistas da Rádio Sol Mansi iniciaram, segunda-feira (06), uma seção de formação de cinco dias com o jornalista internacional, António Pacheco, sobre “a cobertura responsável do processo eleitoral - como evitar 'fake news' e a manipulação política”.

ANG/Rádio Sol Mansi


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw