Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 16 de Outubro de 2018
Todas as categorias
Sociedade
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Direitos Humanos/ Fernando Gomes orgulhoso com trabalho da Liga ao longo dos 27 anos de sua existência

2018-08-14

(ANG) - O fundador e primeiro presidente da Liga Guineense dos Direitos Humanos(LGDH), Fernando Gomes, mostrou-se orgulhoso com o trabalho feito por essa organização ao longo da sua existência.



O rigojizo de Fernando Gomes foi manifestado através de uma carta à que a ANG teve hoje acesso, feita no quadro das comemorações dos 27 anos da Liga cebrados no domingo.

"Como um dos membros fundadores da Liga, só tenho motivos para me orgulhar de ter sido o pioneiro deste grande projeto, da equipa e do trabalho que tive o privilégio de dirigir Do trabalho que tenho visto crescer e frutificar pelos os que se seguiram, como é o caso da atual direção da Liga constituída por jovens quadros competentes" ,refere a carta.

Fernando Gomes afirmou que os inúmeros problemas, sacrifícios e dificuldades que os dirigentes e membros da Liga enfrentaram ao longo destes 27 anos, serviram para fortalecer as convicções dos seus dirigentes e membros sobre a necessidade de lutarem pelo respeito dos Direitos Humanos.

Chamou a atenção aos dirigentes e membros da LGDH de que as dificuldades, sacrifícios e muitas vezes riscos de vida e de integridade física, perda de liberdade, apenas serviram para fortalecer a convicção e a determinação dos defensores dos Direitos Humanos.

Fernando Gomes disse ainda que a valentia, ousadia e certeza das lutas que a Liga abraçou há 27 anos têm caraterizado a forma como a atual direção abraça as lutas atuais, neste percurso difícil de trabalho na área de Direitos Humanos.

"Então, tal como hoje, colhemos muitas rosas, mas que apesar da beleza e perfume, nunca deixam de ter espinhos", salientou.

ANG/DMG/CP//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw