Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 10 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Cooperação
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cooperação/ Governo e Sistema das Nações Unidas avaliam quadro de parceria adoptado para 2016/2017

2018-09-05

(ANG) – O Governo da Guiné-Bissau e o Sistema das Nações Unidas (NU), promoveram hoje um seminário para avaliar os três anos do progresso alcançado no acordo intercalar do quadro de parceria assinado entre ambas as partes, em Abril de 2016 e para dois anos.



Ao presidir a cerimónia de abertura do referido seminário, o Director-Geral da Cooperação Internacional, Marcelo de Almeida, destacou que a avaliação do documento - a base de cooperação entre as duas partes - que está a ser feito pelo governo da Guiné-Bissau e o Sistema das Nações Unidas e outros parceiros é da extrema importância.

“O documento fará com que cada um de nós, se inteirasse do seu papel neste processo de promoção de uma boa estratégia para um desenvolvimento sustentável da Guiné-Bissau”, justificou .

Por seu turno, o Representante Especial Adjunto do Secretário-Geral das Nações Unidas (NU) na Guiné-Bissau, David Mclachlan-Karr destacou que apesar de alguns progressos feitos com um crescimento médio anual do produto interno bruto de 6, 1 por cento nos últimos dois anos, a Guiné-Bissau ainda enfrenta desafios socioeconómicos significativos, com cerca de 70 por cento de população a viver abaixo da taxa de pobreza , ou seja com dois dólares por dia.

“O objectivo de desenvolvimento sustentável apresenta a agenda de desenvolvimento mais ambiciosa que o mundo já viu. Em Janeiro de 2019, entraremos no quarto ano da agenda 2030 para os objectivos de desenvolvimento sustentável, e para que os países atingem esses objectivos, precisamos pensar e fazer o desenvolvimento de maneira diferente”, disse o Representante do Secretário-Geral da ONU.

Realçou que o Conselho de Segurança da ONU na sua resolução 2404 (2018), prorrogou para um ano, o mandato da missão do Escritório Integrado de Consolidação da Paz das Nações Unidas (UNIOGBIS) na Guiné-Bissau, de 1 de Março de 2018 à 28 de Fevereiro de 2019.

Os seminaristas analisaram o apoio da ONU ao “Terra Ranka”-projecto de desenvolvimento a longo prazo da Guiné-Bissau, a contextualização do quadro de parceria entre a Guiné-Bissau e as nações Unidas (2016-2020) entre outros assuntos.

ANG/LLA/ÂC //SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw