Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Regiões
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Bubaque/ LGDH capacita 50 activistas em matéria de Direitos Humanos e acesso à Justiça

2018-09-10

(ANG) – A Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH) realizou um seminário de reforço de capacidade destinado aos 50 activistas do sector de Bubaque, região de Bolama Bijagós, em matéria dos Direitos Humanos e de acesso à Justiça.



A acção de formação que teve a duração de três dias terminou no último fim-de-semana, na ilha de Formosa, segundo a Rádio Sol Mansi.

O Vice-presidente de LGDH e Coordenador do projecto acesso à Justiça, Victorino Indeque explicou que um dos objectivos de capacitação dos referidos activistas é de fazer com que os mesmos tenham mais bagagem para sensibilizar melhor os populares sobre assuntos da Justiça.

Indequi acrescentou que as populações merecem conhecer os seus direitos para que possam estar em condições de reivindicar e de cumprir com os seus deveres enquanto cidadãos.

“Esta iniciativa surge no quadro de uma parceria que o PNUD estabeleceu com o governo da Guiné-Bissau sobre o reforço de capacidades do Estado na área de acesso à Justiça e de Direitos Humanos”, explicou Victorino Indeque.

Por outro lado, o coordenador do projecto acesso à Justiça disse que os Tribunais Sectoriais jogam um papel importante na resolução dos conflitos existentes nos sectores e que por isso, os populares devem ser informados sobre assuntos ligados aos Direitos Humanos com a finalidade de poderem estar aptos na matéria da Justiça.

“Tenho a certeza de que com os trabalhos que os activistas vão fazer no terreno tudo ficará mais claro e isso pode contribuir significativamente para que haja respeito às liberdades dos cidadãos ”, disse aquele responsável.

ANG/AALS/ÂC//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw