Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 18 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ Partidos políticos se divergem sobre realização de eleições na data prevista

2018-09-19

(ANG) - Os partidos políticos com assento Parlamentar continuam determinados para que as eleições sejam realizadas para daqui a precisamente dois meses enquanto que os sem representação parlamentar dizem que não existem condições desejadas para o efeito.



Á saída terça-feira (18), do encontro com a Missão da CEDEAO, Odete Semedo, 2ª vice presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo-Verde disse que estão disponíveis em colaborar para que a data seja respeitada.

A mesma opinião tem o Partido da Renovação Social na pessoa do seu vice-presidente Certorio na Biote que afirma que o PRS recebeu garantias que a CEDEAO vai ajudar na realização das eleições.

Agnelo Regala, da União para a Mudança, diz que o esforço da comunidade internacional demonstra o interesse no progresso nacional, no entanto, reconhece a lentidão na preparação do escrutínio.

Para o líder do Partido da Convergência Democrática (PCD), Vicente Fernandes, a preocupação persiste em relação a realização das eleições e deve haver esforços para que depois das eleições o governo volte à estaca zero.

Os partidos sem assento parlamentar também se sentaram a mesma mesa com a missão da CEDEAO.

Vice líder do PRS Certório Biote Á saída do encontro, Nuno Nabiam, líder do APU-PDGB, afirmou que a ajuda da comunidade internacional é valiosa mas sustenta que as eleições devem ser feitas sem pressa e critica a forma como o governo tem encarrado a situação.

Braima Camará, do Madem-G15, sublinhou que a data de 18 de Novembro não será realidade devido à falta de condições e por isso pede os atores guineenses para assumirem as suas responsabilidades.

Baciro Djá, líder da Frente Patriótica Nacional (FREPASNA), disse que as eleições devem ser feitas de acordo com o ajustamento das datas e caso sejam adiadas as responsabilidades devem ser atribuídas.

A CEDEAO reuniu com mais de 6 partidos políticos com e sem representação parlamentar. A organização sub-regional declarou que vai apoiar financeira e tecnicamente para que as eleições sejam realizadas na data desejada.

ANG/Rádio Sol Mansi


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw