Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 10 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Destaques
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Finanças públicas/ FMI inicia hoje avaliação das receitas e despesas do actual governo

2018-09-19

(ANG) - A missão do Fundo Monetário Internacional (FMI), iniciou hoje a avaliação das receitas e despesas gastos pelo país ao longo de 2018 com objectivo de poder fazer um balanço do desempenho macroeconómico do actual executivo.



O Primeiro-inistro e encarregue da pasta da Economia e Finanças, Aristides Gomes disse após um encontro de avaliação com a missão de FMI, que o programa de FMI lhes permite sempre avaliar aquilo que o país consegue como as receitas e igualmente dos gastos com as despesas.

“A avaliação das receitas e despesas permite com que os doadores possam tirar as suas conclusões no que concerne o investimento num dado país e também permite com que os mesmos possam ter mais vontade de investir”, explicou o ministro da Economia e Finanças.

Questionado sobre para quando o arranque do recenseamento eleitoral, Aristides Gomes respondeu que vai começar ainda hoje, acrescentando que, o que pretendem é não adiar a data marcada para realização das eleições.

“Vamos acelerar o processo eleitoral de acordo com os meios que estamos a adquirir com o objectivo de poder cumprir com as metas traçadas e que norteou a criação deste governo”, prometeu.

O ministro das Finanças sublinhou que cada pessoa é livre de fazer ou falar o que bem entender sobre o processo, tendo acrescentado que o seu governo vai trabalhar para cumprir com a sua missão que é de realização das eleições legislativas na data marcada.

A delegação do FMI veio ao pais para mais uma avaliação macroeconómica no quadro do Programa de Crédito Alargado. E trata-se da sexta-avaliação.

Em Junho passado o FMI aprovou a 5ª tranche do programa no valor de 4,3 milhões de dólares(3,6 milhões de euros), totalizando 24, 2 milhões de dólares já concedidos as autoridades de Bissau.

Mais empréstimo será feito à Bissau, totalizando 32,2 milhões de dólares(27 milhões de euros) em consequência da aprovação, pelo FMI, da solicitação da extensão do Programa de Crédito Alargado para meados de 2019, feita pelo governo guineense.

ANG/AALS/ÂC//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw