Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 10 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Destaques
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Legislativas 2018/ CEDEAO pede ao governo para acelerar os preparativos

2018-09-19

(ANG) - A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) pediu terça-feira ao governo da Guiné-Bissau para acelerar os preparativos das eleições legislativas, marcadas para 18 de novembro.



"A missão de alto nível está satisfeita com os avanços e apela ao governo para acelerar os preparativos" das eleições”, afirmou, no final de uma visita de várias horas ao país, o presidente da Comissão da CEDEAO, Jean-Claude Cass-Brou.

Numa declaração à imprensa, lida no final da visita já no aeroporto Osvaldo Vieira, em Bissau, o presidente da Comissão da CEDEAO apelou também a todas as partes para apoiarem as ações do governo com vista à aceleração do processo para a realização de eleições, "conforme decisão dos chefes de Estado da CEDEAO".

A missão de alto nível, chefiada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Nigéria, Geoffrey Onyeama, chegou terça-feira de manhã a Bissau tendo avaliado a situação no país, incluindo a preparação das eleições legislativas.

Em Bissau, a missão da CEDEAO esteve reunida com as autoridades, partidos políticos e representantes de organizações internacionais.

Em abril, os chefes de Estado e de governo da CEDEAO reuniram-se extraordinariamente em Lomé, Togo, e produziram decisões que ajudaram a resolver o impasse político que a Guiné-Bissau vivia há cerca de três anos.

Na cimeira ficou decidida a nomeação de Aristides Gomes como primeiro-ministro da Guiné-Bissau, a abertura do parlamento nacional e a realização de eleições legislativas.

A Guiné-Bissau tem legislativas marcadas para 18 de novembro, mas o recenseamento eleitoral, que deveria ter arrancado em 23 de agosto, ainda não começou devido a atrasos na recepção dos ‘kits' para registo biométrico dos eleitores doados pela Nigéria.

Parte dos 350 ‘kits' chegaram ao país no domingo e o recenseamento eleitoral deve começar esta semana.

ANG/Lusa


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw