Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 10 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cabo Verde/ Jorge Carlos Fonseca felicita homólogo da Guiné-Bissau pelos 45 anos de independência

2018-09-25

(ANG) – O Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, felicitou segunda-feira o seu homólogo guineense, José Mário Vaz, pelos 45 anos da independência da Guiné-Bissau.



Jorge Caros Fonseca, que se encontra de visita à comunidade cabo-verdiana da costa oeste dos Estados Unidos, no norte e no sul do Estado da Califórnia, em nota publicada na rede social Facebook, informou que augurou “caminhos conducentes à prosperidade dos guineenses, numa ambiente de liberdade, paz e justiça” àquele “país irmão” de Cabo Verde.

A independência da Guiné-Bissau é celebrada a 24 de Setembro, no mesmo dia em que Cabo Verde acolheu uma cerimónia de comemoração que contou com a deposição de uma coroa de flores no mausoléu de Amílcar Cabral, na cidade da Praia.

O ministro dos Assuntos Parlamentares, da Presidência do Conselho de Ministros e do Desporto, Fernando Elísio Freire, em representação do Governo, disse no que o executivo a que pertence acredita na Guiné-Bissau e no seu futuro.

Sobre a existência de uma embaixada da Guiné-Bissau pela primeira vez em Cabo Verde, o governante considerou que a mesma demonstra as relações com este “país irmão e amigo”.

Antes da nomeação de um embaixador da Guiné-Bissau para Cabo Verde, em Novembro do ano passado, este país só tinha um consulado em Cabo Verde, que abriu a 01 de Outubro de 2011, na cidade da Praia.

Na cerimónia esteve igualmente presente o ex-Presidente da República de Cabo Verde (2001-2011) Pedro Pires, para quem esta é uma data para comemorar, mas também para recordar os companheiros que, como ele, combateram pela independência, mas que já não estão vivos.

A Guiné-Bissau foi a primeira colónia com a independência reconhecida por Portugal, em Setembro de 1974.

O primeiro governo foi liderado por Luís Cabral, irmão de Amílcar Cabral, que tinha sido assassinado em 1973.

ANG/Inforpress


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw