Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Todas as categorias
Cultura
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Arranca hoje festival que quer mostrar a cultura e a biodiversidade da Guiné-Bissau

2015-04-11

A ilha de Bubaque, no arquipélago dos Bijagós, acolhe entre hoje e domingo um festival de música e cultura da Guiné-Bissau, sendo também palco para uma mostra da biodiversidade do país.



O músico Zé Manel Fortes, presidente do Comité de organização do festival, que já vai na sua sexta edição, disse que, a "par da cultura, a biodiversidade é outro cartão-de-visita" da Guiné-Bissau, "mas pouco divulgado".

Durante os três dias do festival, cofinanciado pelo Governo guineense, União Europeia e duas empresas portuguesas, a organização vai promover uma feira do artesanato, uma mostra gastronómica e ciclos de conferências sobre a biodiversidade.

"O nosso país tem tanta coisa boa para mostrar, nos mares, nas florestas e na terra. O nosso sonho é ver gente de fora, aviões a aterrarem aqui para virem ver a nossa biodiversidade", observou Zé Manel Fortes, que espera ter no festival cerca de 10 mil pessoas "curiosas por descobrir esse lado" da Guiné-Bissau.

O Instituto da Biodiversidade e Áreas Protegidas (IBAP) e outras organizações que trabalham em questões do ambiente, vão encarregar-se da mostra da biodiversidade, com Zé Manel Fortes a manifestar o objetivo de incentivar canais de televisão de outros países a divulgarem-na, "para o mundo ver e apreciar". O líder do comité da organização do festival de Bubaque quer ver nos próximos anos "muita gente a vir visitar" a Guiné-Bissau, para "ver a cultura e a biodiversidade". Zé Manel Fortes disse que a Guiné-Bissau "tem um paraíso desconhecido", mas que iniciativas como o festival de Bubaque podem ajudar a divulgar, para que o país possa tirar rendimentos.

"Um país banhado por mais de 80 ilhas, tem tanta coisa para mostrar e dar ao mundo", enalteceu o líder do comité da organização do festival de Bubaque. O festival será animado por músicos da Guiné-Bissau, do Senegal e de São Tomé e Príncipe.


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw