Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 25 de Maio de 2019
Todas as categorias
Cultura
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cultura/ Grupos culturais defendem promoção de teatro nas escolas

2019-03-28

(ANG) – Os grupos culturais da Guiné-Bissau, presentes na cerimónia comemorativa do Dia Mundial de Teatro, assinalado quarta-feira, 27 de Março, defendem promoção da arte e teatro nas escolas para estimular interesses, amor e participação das crianças nas criações artísticas.



O realizador guineense, Rui Manuel da Costa (pape di nha raça), Director Geral de Grupo Cultural "Teatro Lanta", disse que é urgente investir no sector de arte e teatro no país.

Defendeu a definição de políticas educativas sérias para este sector e as infra-estruturas apropriadas para formação, promoção e divulgação da arte e teatro.

Segundo o realizador guineense, o teatro é um veículo de comunicação que transmite conhecimentos e experiencias em diversos domínios da vida.

Acrescentou que, neste sentido, deve ser levado junto as crianças para ajudar no desenvolvimento intelectual, através de criações artísticas que visam moralizar a sociedade.

"Hoje efectuei um "Djumbai" com as crianças das escolas que vieram assistir esta cerimónia, e todas afirmaram que nunca presenciaram um teatro ao vivo, nem leram livros dos autores nacionais e nem assistiram filmes dos realizadores guineenses" lamentou Pape di nha raça.

De acordo com este homem de arte, a estratégia para mudar a referida tendência deve ser a aproximação às crianças, nas suas escolas para ensinar-lhes a criar as peças de teatro e, entre outas, artes, e estimulando interesse nesta área para a sua sustentabilidade no país.

Por sua vez, o Secretário de Estado de Juventude, Cultura e Desporto, Florentino Fernando Dias, lamentou a fraca participação das pessoas no ato,entretanto anunciado nos órgãos de comunicação social com entrada livre.

O governante declarou que a sua instituição e os grupos de teatro vão elaborar uma estratégia para fazer as pessoas se interessarem pela arte e transmitir valores à sociedade.

Revelou que a Câmara Municipal de Bissau (CMB), já disponibilizou terreno para a construção de um mega salão para diferentes manifestações culturais e exposições da arte, mas que aguarda financiamento para sua execução.

"Devemos ter o nosso espaço cultural próprio e não recorrer sempre as embaixadas e centro culturais estrangeiras sediadas no país para servir de espaço de divulgação e promoção da nossa cultura", diz Florentino Fernando Dias.

A primeira peça de teatro na Guiné-Bissau foi produzida em 1947 por Carlos Vaz, intitulado em kriol: "Si kusa muri kusa ki matal".

A comemoração do Dia Internacional de Teatro foi instituída pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em 1961.

ANG/CP/AC//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw