Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 20 de Setembro de 2019
Todas as categorias
Desporto
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Luta Livre/ Presidente do Comité Olímpico promete homenagear atletas que conquistaram medalhas em Tunísia

2019-04-04

(ANG) – O Presidente do Comité Olímpico da Guiné-Bissau, prometeu hoje prestar homenagem aos cincos atletas guineenses nomeadamente, Augusto Midana, Bidopassa Djondé, Débora Valeria Ture, Diamantino Fafe e Nbunde Kumba Nmbali, que recentemente conquistaram medalhas na modalidade de luta livre, em Tunísia.



Em declarações á imprensa, Sérgio Mané revelou que o Comité Olímpico sempre optou e apostou em criar condições para apoiar os jovens talentosos para poderem desenvolver as suas actividades, e servir melhor o país.

“Dentre os cincos atletas vencedores de medalha recentemente no Campeonato Africano de Luta Livre em Tunísia, destacamos que os três atletas bolseiros do Comité Olímpico, nomeadamente Nbundé Kumba Nbali, Diamantino Fafe e a Débora Valeria Turé, conquistaram medalhas de ouro e isso demonstra que a nossa aposta está a trazer resultados benéficos para o país”, disse o Presidente do Comité Olímpico.

Questionado sobre a possibilidade do Comité Olímpico apoiar as outras modalidades desportivas para além da luta livre, Sérgio Mané disse que qualquer instituição que pretende marchar deve definir um plano estratégico.

Acrescentou que neste sentido, a instituição que dirige focou mais para a modalidades individuais, porque tem menos custos e consegue trazer resultados positivos para o país.

“Não significa que não apoiamos as modalidades colectivas, só que existe programa específico em que apoiamos, como por exemplo na organização de campeonatos interno. Devido ao custo que as outras modalidades exigem limitamos a trabalhar mais com as modalidades individuais”, reiterou Mané.

Relativamente ao atleta com mais título de medalhas conquistados , Augusto Midana, que recentemente regressou a competição após recuperar de uma doença, tendo conquistado de novo a medalha de bronze no último Campeonato Africano de Luta Livre em Tunísia, Sérgio Mané destacou que a recente medalha de bronze conquistado pelo atleta revela, mais uma vez, a sua qualidade.

“ Augusto Midana ficou fora de competições por uns tempos devido a lesão que o afectava. Por outro lado, o atleta está ainda sob cuidados médicos e deve se submeter a mais uma avaliação médica, para depois se entregar aos treinos para ganhar o ritmo competitivo”, referiu .

ANG/LLA/AC//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw