Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 25 de Maio de 2019
Todas as categorias
Cultura
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cultura/ Charbel Pinto promete apoiar a produção discográfica de dois músicos da nova geração

2019-04-10

(ANG) – O músico Charbel Pinto prometeu apoiar dois músicos da nova geração, nomeadamente, Bubex Interpretador e Flav Nice na dinamização das suas produções que segundo ele, os dois têm talentos mas não têm meios para fazer bons trabalhos.



Assume ter a responsabilidade na cultura guineense, devido assistência que teve no seu último concerto, realizado sábado passado.

Sobre as críticas de algumas pessoas em relação aos concertos musicais no Estádio 24 de Setembro, revelou que nos outros países os Estádios não são apenas para os jogos, mas também para a investidura dos presidentes, tomada de posse de ministros, concertos musicais,entre outras actividades.

Em nome da Direcção-geral da Cultura, Nelito Taborda disse que o governo tem muitas coisas na manga em relação ao Direito de Autor.

"Se o Direito de Autor começar a ser respeitado na Guiné-Bissau, então vamos criar condições necessárias para que os artistas começassem a ter os seus benefícios. Mesmo fazendo o espectáculo no Estádio, o artista tem o seu ganho quando o direito do autor está a funcionar porque qualquer espectáculo feito, esse direito deve ser pago", disse Nelito Taborda.

Disse ainda que é uma satisfação ver um cantor guineense a levar a bandeira do país ao mais alto nível, acrescentando que é preciso deixar as comparações e ciúmes, e pede aos artistas para serem humildes nos seus trabalhos.

Nelito Taborda pediu aos artistas nacionais da diáspora para se inscreverem na Sociedade Guineense do Direito do Autor para poderem ser protegidos por essa sociedade.

Em nome da comissão organizadora do concerto de Charbel, Emílio Costa considerou o evento de dimensão internacional devido os cenários que havia no campo e a disciplina que reinava nesse dia, acrescentando que o objectivo é realçar a cultura do país e fazer coisas boas que são feitas em todas as partes do mundo.

Disse que é preciso dar apoio aos cantores nacionais porque é através dos concertos que se consegue angariar fundos para gravar discos.

Segundo Emílio Costa ter um campo lotado, os músicos vão poder andar com seus próprios pés.

Pede aos Estado guineense e as instituições ligadas a cultura para reflectirem sobre o que deve ser feito para ajudar a cultura guineense. ANG/DMG/ÂC//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw