Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sábado, 25 de Maio de 2019
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Pescas/ Novos candidatos à Observadores marítimos recebem certificados de formação

2019-04-17

(ANG) – Mais de 50 novos candidatos à Observadores de Pesca receberam hoje os seus certificados de frequência do curso de três meses, decorrido entre Janeiro e Abril do ano em curso.



Ao presidir a cerimónia da entrega de certificados aos recém formados, a ministra da Pesca afirmou que a formaçao dos recursos humanos da administração bem como dos intervenientes privados é um dos eixos fundamentais da estratégia de desenvolvimento do sector das pescas, aprovada em 2015 e válida até 2020.

Maria Adiatu Nandigna sublinhou que, com a referida formaçao, pretende-se qualificar, valorizar e elevar o nível de conhecimento técnico e científico de mulheres e homens que laboram no sector, de modo a conferi-los dinamismo e a competitividade, que considera vectores indispensáveis para a promoção do seu crescimento.

“A cerimónia de entrega de certificados aos recém-formados está revestida de uma importância singular na justa medida em que os formandos vão receber o atestado do curso, o que significa que venceram a primeira etapa”, afirmou.

Declarou que o desafio está para frente e consistirá em por em evidência os conhecimentos adquiridos, de modo a contribuir para o controlo das recursos haliêuticos do país, que é o património colectivo do povo guineense, e que deve ser explorado de maneira responsável e sustentável, a fim de deixarmos um legado à geração vindoura.

“Um outro objectivo preconizado com a presente formaçao dos candidatos à Observadores de Pesca é, indubitavelmente, preparar a reforma do corpo dos observadores que precisa ser rejuvenescido”, sublinhou.

Adiatu Nandigna afirmou que a maior parte desse pessoal se encontra na faixa etária acima dos 50 anos , e que vê a sua condição física agravada por doenças prematuras intrínsecas ou indubitavelmente ligadas ao trabalho do mar.

“É exactamente nessa prespectiva que o Ministério das Pescas, através da Direcçao Geral de Formaçao e Apoio ao Desenvolvimento programou e realizou, com o recurso ao fundo de apoio sectorial do Acordo de Pesca Guiné-Bissau/União Europeia, esta segunda sessão de formaçao destinada aos futuros Observadores de Pesca, à semelhança do que fez em Novembro de 2015.

ANG/AC//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw