Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 18 de Agosto de 2019
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ Missão da CEDEAO em Bissau para ajudar a encontrar entendimento no parlamento

2019-04-30

(ANG) - O Chefe da Missão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (Cedeao),disse hoje que estão na Guiné-Bissau com o objectivo de ajudar as autoridades guineenses a encontrar uma solução para estabilizar a situação política após as eleições legislativas de 10 de Março de 2019.



Geopher Oneyme, ministro dos negócios Estrangeiros da Nigéria, que falava após um encontro com o Presidente de República disse que os políticos precisam de chegar ao entendimento na Assembleia Nacional Popular (ANP),salientando que a Guiné-Bissau precisa de desenvolvimento e tudo isso vai depender do entendimento entre a classe política.

“O país tem muitos problemas a resolver casos da reforma na Função Pública entre outros que não podem ser solucionados sem que haja um consenso entre partes em discórdia, e para que o novo Governo possa ser formado, a fim de perseguir com os seus trabalhos”, aconselhou.

Oneyme frisou que a CEDEAO acompanhou o processo eleitoral guineense e tem como missão ajudar a estabilizar politicamente o país, a cem por cento, realçando que até ao momento os deputados não conseguiram fazer a composição da mesa da ANP ou seja está incompleto e isso pode criar situações de instabilidade “por isso estamos cá para mediar a situação”.

A delegação manterá igualmente encontros com o Presidente da Assembleia Nacional Popular, o Primeiro-ministro, e com os partidos com assento parlamentar com o mesmo objectivo.

Persistem desentendimentos político-partidárias entre os 54 deputados que constituem a maioria parlamentar e os 48 da oposição formada pelo Madem G-15 e o PRS, a volta da eleição do 2º vice-presidente da ANP, lugar conquistado pelo Madem G-15 mas que só é preenchido mediante votação parlamentar da figura designada pelo partido, o segundo mais votado nas eleições de 10 de Março.

Após reprovação da proposta de nomeação de Braima Camará, coordenador do Madem G-15 para essas funções,no dia 18 de abril, a maioria parlamentar sugere que o Partido proponha outro nome para preenchimento da vaga .

O Madem G-15 se recusa a preencher esse lugar com outra pessoa e a vacatura deixa a mesa da ANP incompleta mas com quórum suficiente para presidir as reuniões parlamentares.

ANG/MSC/ÂC//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw