Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 17 de Dezembro de 2018
Todas as categorias
Política
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ UA felicita actores políticos guineenses pela resolução pacífica da crise que paralisou o pais durante dois meses

2015-11-20

(ANG) -O Conselho de Paz e Segurança da União Africana (CPSUA) felicitou quinta-feira os actores políticos guineenses por terem adoptado o diálogo para ultrapassar os diferendos e o respeito pela constituição do país.



No final da sua 556ª reunião realizada recentemente em Addis Abeba, Etiópia, o CPSUA manifestou-se satisfeito pelos desenvolvimentos positivos da situação política na Guiné-Bissau, em particular a nomeação do novo primeiro-ministro e do governo.

Este órgão assinalou com regozijo a não ingerência das forças de segurança na recente crise política.

Por isso, o CPSUA encoraja as novas autoridades na Guiné-Bissau e todos os actores políticos guineense a trabalharem em estreita colaboração no quadro das instituições democráticas do país para consolidar os avanços importantes registados até este momento.

No comunicado o CPSUA sublinhou a urgência de acção sustentada com o objectivo de responder eficazmente aos desafios com que a Guiné-Bissau se vê confrontada, sobretudo na promoção da reconciliação nacional e boa governação.

A gestão transparente dos recursos naturais do país, o respeito pelo direitos humanos, a luta contra a impunidade, o tráfico de drogas, a reforma do sector da defesa e segurança e o desenvolvimento socioeconómico são outras das condições referidas pela UA para garantir a estabilidade e o bem-estar da população guineense.

O conselho reiterou o engajamento da União Africana em prosseguir com os seus esforços com vista a reforçar a paz e o desenvolvimento, assim como o sistema democrático na Guiné-Bissau, exortando os dirigentes políticos e todos os actores sociais a colocarem o interesse do país acima de qualquer outro.

A UA reiterou a sua profunda gratidão à Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) pelos esforços visando uma solução douradora aos desafios que a Guiné-Bissau enfrenta actualmente.

ANG/LPG/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw