Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 22 de Setembro de 2019
Todas as categorias
Destaques
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Política/ APU-PDGB promete manter estabilidade política e governativa

2019-09-10

(ANG) – O partido Assembleia de Povo Unido-Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB) prometeu segunda-feira trabalhar no sentido de manter a estabilidade política e governativa da Guiné-Bissau.



A promessa foi feita pelo primeiro vice-presidente de APU-PDGB Mama Saliu Lamba após um encontro mantido com uma delegação de Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) que se encontra no país para avaliação dos preparativos das eleições presidenciais de 24 de Novembro.

Lamba disse que o importante no processo de eleições presidenciais de 24 de Novembro é que tudo corra de forma transparente para que a comunidade internacional possa ter a confiança em colaborar com a Guiné-Bissau de modo a permitir o progresso do país.

“A estabilidade de um país significa o bem comum e a tranquilidade para o povo, por isso, vamos lutar para garantir a paz e bem estar-estar aos guineenses. Jamais pretendemos entrar em situações de conflitos que possam pôr em causa a paz social e o progresso da Guiné-Bissau”, disse.

Saliu Lamba lançou um apelo aos partidos políticos e a sociedade guineense em geral no sentido de trabalharem sempre para o bem de todos, tendo acrescentado que o país merece a segurança interna e a paz social.

“É necessário deixar os conflitos pessoais de lado, porque a Guiné-Bissau é de todos e sendo assim, todos devem pensar simplesmente no bem do próprio país”, disse Mama Saliu Lamba.

O partido APU-PDGB, com cinco deputados e mais outros dois partidos, de um deputado cada, mantêm uma coligação com o PAIGC, vencedor, com 47 deputados, das legislativas de março, que permitiu a maioria parlamentar indispensável à estabilidade política e governativa.

ANG/AALS/ÂC//SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw