Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Sexta, 16 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Cooperação internacional/ China disponibiliza 60 mil milhões de dólares para África

2015-12-04

(ANG)- Sessenta mil milhões de dólares serão disponibilizados pela República Popular da China nos próximos tempos, no quadro da cooperação deste país asiático com o continente africano.



O anúncio foi feito hoje, sexta-feira, na cidade sul-africana de Joanesburgo, pelo Presidente chinês, Xi Jinping, quando procedia à abertura da cimeira dos Chefes de Estado e de Governo do Fórum para a Cooperação África-China.

Em declarações à imprensa, o ministro angolano das Finanças, Armando Manuel, explicou que deste valor, cerca de cinco mil milhões serão doados aos países africanos e 35 mil milhões serão recursos de créditos preferenciais.

"O Presidente Xi Jinping apresentou uma estratégia muito bem precisa para responder aspectos ligados às infraestruturas, capital humano e dos recursos financeiros, que sempre são escassos", afirmou.

Explicou que o crédito disponibilizado é de âmbito continental e não inclui acções espontâneas da banca comercial chinesa.

O ministro disse ainda que o presidente chinês visiona a deslocação da indústria chinesa para as economias africanas, o que torna expectável que nos próximos quatro anos se venha a assistir um crescimento de 100 porcento daquilo que são os fluxos actuais do comércio.

"Isto em certa parte é fruto da injecção que poderemos assistir em termos do investimento estrangeiro chinês em África", acrescentou o governante, para quem esse envelope de recursos financeiros disponibilizado pelos chineses traz acções muito específicas para o sector da agricultura, mineração, indústrias e da formação de recursos humanos.

Acredita que, naturalmente, se está a entrar para uma nova plataforma de relacionamento entre a África e a China, em que Angola, certamente, procurará, da melhor forma, beneficiar da relação, no quadro das relações bilaterais, a cargo do Ministério das Relações Exteriores.

A cimeira do fórum decorre sob o lema "China e África avançam de mãos dadas: cooperação de benefícios mútuos para o desenvolvimento comum" e termina sábado.

ANG/Angop


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw