Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Todas as categorias
Desporto
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Africa do Sul/ Pistoris culpado de matar mulher

2015-12-04

(ANG)-Oscar Pistorius, atleta deficiente de alto nível, acaba de ser reconhecido culpado de homicídio intencional, contra a sua mulher, Revaa, em 2013, segundo decisão do Supremo tribunal de recurso da África do sul.



O Supremo tribunal de Recurso da África do sul, corrigiu a sentença de um tribunal de primeira instância, que tinha condenado o atleta Oscar Pistorius, a uma pena de prisão de 5 anos, por ter morto a mulher Revaa, em Fevereiro de 2013, propondo uma pena mínima de 15 anos, alegando que houve "homicídio intencional".

O Tribunal de primeira instância tinha condenado, em 2014, Pistorius, a 5 anos de prisão, tendo já cumprido 2 anos, alegando a seu favor, que o homicídio tinha sido involuntário.

Mas com a nova decisão do Tribunal de Recurso, o atleta deficiente de alto nível, Pistorius, pode, regressar à cadeia, pois, entretanto, após ter cumprido 2 anos da pena, foi posto em liberdade condicional, por bom comportamento.

O Supremo tribunal de recurso da África, teve entretanto, uma outra visão da questão e decidiu pela culpa de Oscar Pistorius, que matou a sua companheira Revaa, de maneira "intencional", quer dizer, um homicídio premeditado.

José Nascimento, advogado de origem portuguesa, na África do sul, disse à RFI que "o Supremo tribunal de recurso reconheceu que Oscar Pistorius, cometeu homicídio intencional contra a mulher Revaa, em 2013, podendo apanhar uma pena de 15 a 25 anos, pronunciada pelo tribunal de primeira instância, que em 2014, o havia condenado a 5 anos de prisão, por homicídio involuntário.

ANG/RFI


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw