Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 14 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Internacional/COP21/ “Mundo caminha para catástrofe climática” adverte Ban Ki-moon

2015-12-07

(ANG)- O mundo caminha para uma "catástrofe climática", afirmou o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, ao abrir nesta segunda-feira a semana de discussões ministeriais da Conferência de Paris sobre o clima (COP21).



"O mundo espera algo mais que meias medidas", declarou Ki-moon na sessão plenária aos representantes de 195 países que negociam um acordo, que deve entrar em vigor em 2020, para conter o aquecimento global ao máximo de 2 graus na comparação com a era pré-industrial.

O tempo é cada vez mais curto, pois os ministros pretendem concluir esta semana dezenas de pontos que ficaram entre parênteses no rascunho elaborado na semana passada pelas delegações nacionais.

Ban Ki-moon recordou que os consensos alcançados podem ser insuficientes para impedir a multiplicação dos desastres naturais, como secas, inundações e a elevação do nível dos oceanos.

Os países insulares e os menos avançados desejam que as medidas adotadas permitam conter o aumento da temperatura em 1,5º.

Ban destacou a necessidade de instaurar a partir de 2020 uma revisão quinquenal dos compromissos alcançados, para que possam ser "reforçados em função dos dados científicos disponíveis".

"Se salvamos Tuvalu, salvamos o mundo", declarou pouco depois Enele Sosene Sopoaga, o primeiro-ministro deste arquipélago que tem a existência ameaçada com o aumento do nível do Pacífico.

O ministro francês das Relações Exteriores e presidente da COP21, Laurent Fabius, ressaltou que, depois das discussões das delegações, os ministros têm o dever de apresentar "decisões políticas" às questões pendentes.

A conferência de Paris tenta evitar a repetição do fracasso da conferência sobre o clima de Copenhaga em 2009.

ANG/Angop


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw