Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Segunda, 20 de Novembro de 2017
Todas as categorias
Regiões
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Roubo de gado/ Polícia de Canchungo recupera 31 cabeças de bovinos

2015-12-17

(ANG) – O Comissariado da Polícia de Ordem Pública do sector de Canchungo, Norte da Guiné-Bissau, apresentou este fim-de-semana 31 cabeças de gados bovinos recuperados numa operação que resultou igualmente na detenção de três pessoas.



De acordo com o jornal “Nô Pintcha”, o acto foi presidido pelo Secretário de Estado da Ordem Pública, que elogiou o empenho das forças de segurança na defesa da integridade física dos cidadãos e proteção dos seus bens para que possam viver livres e seguros.

Luís Manuel Cabral garante a continuidade das operações para defender os mais frágeis, sobretudo as mulheres que sempre são atacadas pelos mal feitores naquel Disse que num Estado do direito democrático um cidadão que deseja enriquecer tem que trabalhar e não através de roubo de bens dos outros.

O Secretario de Estado da Ordem Pública confirmou a detenção de três pessoas suspeitas de roubo e disse que quando terminar a investigação os seus processos serão entregues ao Ministério Público para eventual responsabilização criminal.

Nesta base, o Ministério Publico autorizou ao Comissário da Policia do sector de Canchungo a realização de buscas e apreensão dos malfeitores.

O Administrador do Sector de Canchungo,Pedro Mendes Pereira disse que a presença de Luís Manuel Cabral encoraja ainda mais as forças de segurança a prosseguirem com acções de combate ao crime de roubo e outros no sector.

Mendes Pereira garante a continuidade dos trabalhos porque foram identificados algumas localidades em que se presume existirem vacas escondidas.

Disse que receberam denuncias e que inclusive alguns nomes encontram-se na lista de pessoas suspeitas e sob a investigação policial.

“Antigamente, acusava-se uma etnia de roubo, mas hoje parece que não é assim, pelo que vão conhecer no momento certo quem são os gatunos de gado em Canchungo”, avisou Pedro Mendes Pereira.

O roubo de gado se tonou, de algum tempo para cá, o fenómeno social muito preocupante para os habitantes de Canchungo que se dedicam a criação de gado, sobretudo devido a utilização de armas de fogo durante os assaltos, muitas vezes feitos à luz do dia. ANG/LPG/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw