Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Terça, 26 de Setembro de 2017
Todas as categorias
Economia
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Zona marítima comum/ Técnicos da Guiné-Bissau e Senegal pedem esclarecimento sobre contrapartidas financeiras resultante da exploração

2016-01-13

(ANG) - A comissão conjunta da Guiné-Bissau/Senegal para a reavaliação do acordo de exploração da zona marítima comum pediu, esta terça-feira explicações detalhadas, à Agência de Gestão e Cooperação criada pelos dois países (AGC), sobre a prospecção de hidrocarbonetos e as contrapartidas financeiras dos contratos assinados depois 20 anos de gestão do referido espaço.



No final do encontro de dois dias, em Bissau, as equipas técnicas dos dois países solicitaram, entre outras, explicações da AGC sobre os serviços que foram instituídos e operacionalizados durante os vinte anos de sua existência.

A comissão conjunta sugeriu ainda esclarecimentos sobre as actividades de pesca levadas a cabo no âmbito de gestão e exploração dos recursos haliêuticos no referido espaço, bem como a entrega de relatórios periódicos sobre o ponto de situação da gestão financeira da AGC.

E por fim a comissão pediu esclarecimentos sobre as actividades de pesca levadas a cabo no âmbito de gestão e exploração dos recursos haliêuticos na Zona Marítima Comum.

No enceramento dos trabalhos o chefe da delegação guineense disse que neste primeiro encontro técnico debruçou-se sobre uma agenda de roteiro que irá guiar o processo negocial de Janeiro à Junho deste ano.

Apolinário de Carvalho disse que o resultado saído dos dois dias de encontro de trabalho servirá de base para a criação de um guião que orientará os trabalhos da comissão durante as próximas sessões negociais.

O responsável pela comissão senegalesa,Cheik Tidiane Tchiam disse esperar que no dia 10 de fevereiro deste ano seja entregue o relatório do balanço da Agência de Gestão e Cooperação aos dois países permitindo a sua discussão ao nível ministerial e consequente validação pelos chefes dos dois Estados.

Durante a sessão dos trabalhos os técnicos discutiram sobre a adoção do plano geral de negociação entre os dois países assim como da Estrutura do relatório da agenda de gestão e cooperação a apresentar aos Estados membros. ANG/FGS/JAM/SG


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw