Mapa do sítio  |  Contactos  
    
Início          Sobre a ANG          Internacional          Desporto          Cultura          Galeria Quarta, 14 de Novembro de 2018
Todas as categorias
Internacional
Política
Economia
Saúde
Justiça
Agricultura
Ambiente
Infra-estruturas
Comunicações
Turismo
Cultura
Desporto
Regiões
Lusofonia
Cedeao
Internacional
Arquivo
Cooperação
Ensino
Religião
Anuncios
Tecnologia
Sociedade
Transportes


Desunião do PAIGC/ UNIÃO AFRICANA APREENSIVA COM CRISE POLÍTICA NA GUINÉ-BISSAU

2016-01-14

(ANG) – O representante da União Africana na Guiné-Bissau disse que é urgente que o pais saia da situação de instabilidade politica.



Ovídio Pequeno referia-se, numa entrevista à Radio Jovem, a crise instalada no PAIGC, em consequência de contestações levadas a cabo por um grupo de 15 deputados.

“Neste momento não interessa passar culpas uns aos outros, o mais importante é encontrar formas de resolver a situação. O país não pode andar uma semana sim, uma semana não.

Um mês sim, um mês não. Na Guiné-Bissau quando há crise sempre há rumores por todo lado, o que mais complica a situação”, disse sublinhando ser necessário que haja diálogo tanto ao nível dos partidos políticos internamente como entre os partidos políticos.

O diplomata ao serviço da UA lembra ter pedido ao Chefe de Estado, José Mário Vaz, que no quadro das suas prerrogativas constitucionais, fizesse tudo quanto fosse possível para que o país saia da crise vigente.

“O que me custa entender é este facto: Porquê é que se recusa sempre, cada um se fecha e se crispa uma situação sem esgotar toda a possibilidade de diálogo”, questiona insistindo na necessidade de diálogo para encontrar qualquer solução para o fim da crise.

Ovídio Pequeno afirma na mesma entrevista, que os fundos prometidos pela comunidade internacional na mesa redonda de Bruxelas com doadores não estão em risco.

“São engajamentos que os Estados e as organizações multilaterais assumiram e que vão com certeza cumprir, mas é preciso que internamente se criem condições para que haja a estabilidade”, alerta o diplomata são-tomense.

ANG/Rádio Jovem


Publicidade




©Agência de Notícias da Guiné
Telefone: 0123-456-789
Email: geral@ang.gw